-Bárbara Tardivo, 30 anos, de Botucatu

Eu me chamo Bárbara tenho 30 anos, sou casada, tenho 2 filhos, eu trabalhava como manicure. Decidi compartilhar com vocês um pouco da minha luta, das superações, da minha fé em Deus.

Fui diagnosticada com câncer de mama grau 3 em agosto de 2020, fiz 12 quimioterapias, fiquei careca na primeira e tive muitas dores até o corpo acostumar com a quimioterapia, tive reação alérgica no final e então os médicos decidiram fazer a cirurgia pois a minha imunidade baixou muito e meu corpo não estava aguentando mais.

Vou fazer cirurgia dia 12/02/2021 para a retirada total da mama e depois que me recuperar irei fazer a radioterapia.

Quando recebi o diagnóstico eu pensei que fosse morrer, eu só chorava e falava que eu não ia conseguir, mais comecei entrar em grupos de apoio e comecei a perceber que não estava sozinha e que nem tudo é o fim.

Hoje eu dou forças pra quem está entrando nesta batalha, ando de bem com a vida, não choro mais e nem lamento tudo que tá acontecendo comigo. Quando me sinto triste encontro minhas forças em Deus, e tem me ajudado muito, sinto a presença de Deus na minha vida e isso me deixa confortável e mais tranquila diante das dificuldades que ainda estão por vir.

-Bárbara Tardivo com Thiago Lourenço que é guarda civil municipal e também raspou a cabeça em apoio à esposa depois do diagnóstico

Quando tudo começou eu nem fazia ideia de como seria, e minha vida financeira estava estabilizada de certa forma, mas aí eu precisei me afastar pelo INSS e recebo metade do que eu ganhava trabalhando; e começamos não ter mais gastos que o normal. São 3 vezes por semana no hospital para exames e consultas, e exames que o SUS não faz. Comecei a realizar algumas rifas pra conseguir o dinheiro dos exames e graças a Deus muitas pessoas ajudou, mas ainda não acabou e agora tem a cirurgia e os gastos com medicamentos que o SUS não oferece; tem os sutiãs do pós operatório que também não são baratos.

E então estou realizando mais rifas para poder pagar esses gastos. Ganhei algumas coisas pra rifar e me deram a ideia de fazer uma rifa online.

Por Bárbara Tardivo, 30 anos, moradora de Botucatu. Contato: (14) 99732-6701. (Clique aqui e fale com a Bárbara pelo WhatsApp).