Botucatu (SP) aumentou o serviço de atendimento na área de psicologia para crianças e adolescentes, principalmente os que enfrentam problemas de todo tipo de violência.

Essa demanda surgiu a partir de 2019, quando o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Assistência Social procedeu estudos da Lei 13.431 para implantação de serviços no município de Botucatu que atendesse os objetivos da Lei de Defesa da Criança de do Adolescente.

“Nesse sentido estudando a demanda e o atendimento de crianças e
adolescentes vítimas de qualquer violência, o conjunto desses serviços
entendeu que o atendimento assistencial e psicológico, para essas vítimas, eram deficitários na porta de entrada da saúde, haja visto que o tempo de espera muitas vezes ultrapassa há três meses. Assim sendo houve aprovação pelo CMDCA para implantação de um serviço em parceria com o CRAMI (Centro Regional de Registro e Atenção aos Maus Tratos na Infância) financiado pelo Fundo da Criança, cujo instrumento já foi assinado entre a Prefeitura Municipal e o CRAMI para contratação de 02 psicólogos e 01 assistente social, cuja sala de atendimento foi implantada no Espaço Saúde com a nomenclatura de “Equipe Confiar”, informou Sueli Isabel Tanelini do CMDCA.

A Equipe Confiar desenvolverá atividades junto à Saúde Pública especializada do município de Botucatu visando: identificar, monitorar, encaminhar e realizar acompanhamento terapêutico e psicossocial das vítimas e testemunhas de violência em geral. A sede da Equipe Confiar é no Espaço Saúde Cecília Magaldi podendo ser definido outro ponto da rede especializada quando for necessário. Os atendimentos são supervisionados tecnicamente pelas Equipes do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e do CAPS I “Rede Viva” (Centro de Atenção Psicossocial), pela Secretaria Municipal de Assistência Social (CREAS) e pelo Centro Regional de Registro e Atenção aos Maus Tratos na Infância.

Em outra frente, a Equipe Confiar desenvolverá atividades juntamente com os vários parceiros institucionais visando: matriciar os casos encaminhados por toda a rede pública municipal que atende crianças e adolescentes, articular redes de apoio, atuar na prevenção de novas ocorrências de violências em geral (Educação em Saúde) e capacitar os profissionais das várias áreas parceiras para a identificação da violência e qualificação dos encaminhamentos para atendimento das vítimas e testemunhas de violência em geral (Educação Permanente). Esse serviço já encontra em funcionamento.

Com relação a Escuta Especializada, por solicitação do Executivo, após tratativas com a Promotoria Pública, o CMDCA aprovou no dia 09 de julho o estabelecimento de parceria com a Associação El Shaddai para contratação de um psicólogo, um assistente social, um auxiliar social que terá a função de fazer a escuta de crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência . A Sala de Escuta está sendo montada um espaço anexo ao CMDCA, cujos esquipamentos estão sendo providenciados pela Associação El Shaddai.

-Importante salientar que esses profissionais , tanto da “Equipe Confiar” como da “Escuta Especializada”, além das funções já estabelecidas pelo próprio serviço, terão a missão de realizar busca ativa no sentido de identificar essa demanda- informa Sueli Isabel Tanelini do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente.