Em meio à pandemia de COVID-19, atos de solidariedade são de grande importância para os menos favorecidos. Pensando nisso, servidores de 19 estabelecimentos penais da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste (Croeste) realizaram campanhas com o objetivo de obter agasalhos, alimentos e itens de higiene para doações. As unidades arrecadaram alimentos não perecíveis, como caixas de leites e bolachas, entre outros.

Foram arrecadadas também fraldas geriátricas e itens de higiene, além da coleta de roupas, com mais de 3 mil peças para a Campanha do Agasalho, até o fim de agosto. A Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos” de Pacaembu foi a que mais arrecadou no período e também segue juntando lacres de alumínio e tampinhas plásticas para futuras caridades.

Arrecadações

• Penitenciária de Pacaembu – 1.200 peças de roupas à Assistência Social Mariana, 120 kg de alimentos e 360 fraldas geriátricas ao lar dos idosos;

• Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu – 909 peças de roupas à Assistência Social Mariana;

• Penitenciária de Presidente Bernardes – 510 peças de roupas e calçados e 150 kg de alimentos para o Fundo Social de Solidariedade;

• Centro de Detenção Provisória I de Pacaembu – 148 kg de alimentos e itens de higiene;

• Penitenciária de Martinópolis – 212 peças de roupas à Comunidade São José da Igreja Católica;

• Penitenciária de Lucélia – 172 roupas à Associação de Voluntários de Apoio aos Portadores de Câncer de Lucélia – Avapoc;

• PIII de Lavínia – 148 roupas e diversas caixas de alimentos para Associação de Promoção e Assistência de Lavínia – APAL e Associação Mirandopolense de Assistência aos Idosos – AMAI);

• Penitenciária de Presidente Prudente – 147 peças de roupas à Liderança Comunitária do Conjunto Habitacional João Domingos Neto do município;

• Penitenciária de Flórida Paulista – 81 peças de roupa ao Fundo Social de Solidariedade e alimentos em prol do asilo de idosos da cidade;

• Centro de Detenção Provisória de Caiuá – 70 peças de roupas à Paróquia São Jerônimo Emiliane de Presidente Epitácio;

• PI de Lavínia – 60 peças de roupas para o fundo social local;

• Penitenciária de Caiuá – 12 cestas básicas à assistência social do município;

• Penitenciária de Osvaldo Cruz – 08 cestas básicas para famílias carentes;

• Penitenciária de Riolândia – 212 litros de leite à Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga;

• Centro de Detenção Provisória II de Pacaembu – 70 kg de alimentos à Assistência Social Mariana de Pacaembu;

• Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto – 08 caixas de mantimentos à Defesa Civil municipal;

• Penitenciária de Florínea – cerca de 100 itens entre bolachas e leite para a Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis;

• PII de Lavínia – roupas diversas para o Centro de Referência da Assistência Municipal;

• Centro de Progressão Penitenciária de São José do Rio Preto – Agasalhos, itens de higiene e limpeza para a Associação e Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia e ao Lar de Idosos Engenheiro Schimidt.