-Raimundo sofreu AVC em Botucatu e precisa de ajuda, pois ficou sem poder trabalhar

Uma campanha foi lançada em Botucatu para tentar ajudar o pedreiro Raimundo José Martins do Nascimento, de 57 anos, que sofreu AVC – Acidente Vascular Cerebral, em maio de 2019, não podendo mais exercer suas atividades, e ficou com as contas em atraso, como 13 meses de aluguel.

Ele mora no Jardim Monte Mor com a esposa e os filhos. Raimundo ainda não conseguiu se aposentar e não tem renda.

A esposa é diarista e tem dificuldade em trabalhar até por conta da pandemia atual. Parte da fisioterapia que ele faz é paga e a outra gratuita. E sem carro a situação é ainda mais complicada.

Alguns amigos ainda tentam ajudar com alguma emergência como cesta básica, mas as contas nem sempre são supridas.

A mensagem da campanha diz o seguinte: “Por conhecer pessoalmente, estou tentando ajudar o Raimundo a levantar um valor para pagar seu aluguel que está atrasado há 13 meses! Enquanto muitas pessoas correm para os supermercados para estocar comida em suas casas, ele e sua família estão preocupados em não serem despejados por não pagar o aluguel da casa onde moram! Raimundo sempre foi lutador com a vida, honesto, trabalhador e sempre fez o bem, porém, o destino deixou esse irmão incapacitado permanentemente para o trabalho, prejudicando o pão de cada dia de sua família! O AVC foi muito forte e paralisou todo o lado direito do Raimundo e sua fala também! A esposa, pessoa com uma fé inabalável, diarista, já não pode mais trabalhar da forma que trabalhava, pois precisa 3 vezes por semana levá-lo nas seções de fisioterapia e fonoaudiologia, além dessa pandemia que atrapalhou ainda mais a família, pois ela não pode mais ir nas casas prestar seu serviço de limpeza! Enfim, a situação está difícil! Tenho a certeza de que juntos podemos melhorar um pouco essa situação e amenizar o sofrimento e preocupação da família! Apesar do momento estar difícil para todos nós, qualquer pequeno valor será muito para essa família! Quem não puder ajudar nesse momento e puder compartilhar ou rezar por eles, está ótimo! Tenha a certeza que ajudou e muito! Que Deus em sua infinita bondade e sabedoria te abençoe!”.

Doações:
Banco 104 – CEF. Agência: 2965-3. Conta Poupança: 00014985-8. Marta Oliveira de Gouvea (esposa). CPF: 071.460.698-77. Rua Antenor Serra, 216. Monte Mor – Botucatu. Contato: (14) 99694-9626.