No último final de semana Botucatu chegou à marca de 17 mil testes para coronavírus realizados nos últimos 4 meses de pandemia.

São 13.036 RT-PCR, realizados tanto na comunidade como nos pacientes que precisam de internação no HC – Hospital das Clínicas e na Rede Privada.

Também foram feitos 3 inquéritos epidemiológicos na cidade, que somaram 4.200 testes rápidos, chegando ao índice de 11,8% dos 146 mil habitantes testados em Botucatu.

Dessa forma, são 118 testes por mil habitantes, índice acima que a média nacional de testagem, que é de 21,50 testes por mil habitantes e muito próxima da dos Estados Unidos, por exemplo, onde a média chegou a 135 testes por mil habitantes.

Sorocaba tem índice de 35,48 testes por mil habitantes. Itu tem 22,50 testes por mil habitantes e Bauru, mais próximo na região, testou 65,2 por mil habitantes.

A Prefeitura informou que vai continuar trabalhando para aumentar ainda mais o índice buscando proteger nossa população.

Para se fazer a comparação, a Prefeitura pesquisou os números em fontes como G1, Jornal ECO e Secretaria Municipal de Saúde com dados obtidos entre 17 de julho e 7 de agosto.

Boletim covid desta terça-feira (11):


Análise dos Professores Luiz Caldas e Vieira de Andrade:

“Em muitos países a Covid-19 teve um “pico” de CASOS NOVOS, seguido de estabilidade e, a seguir, queda, em um ciclo de algumas semanas.
Em outros, como a Índia, o México, o Peru a coisa se arrasta e o número de casos novos cresce ou se estabiliza lá no topo. Não tem um “pico”, tem um “planalto”. Este é infelizmente o caso do Brasil, Onde se incluem o estado de São Paulo e Botucatu”.