A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável por operacionalizar a migração do sinal de TV no Brasil, encerra uma importante etapa do trabalho de mobilização conduzido em nove cidades da região de Bauru.

Nessas localidades, a partir das 23h59 desta quarta-feira (28), o sinal analógico de TV será desligado, conforme definição do Gired, grupo liderado pelo presidente da Anatel, Juarez Quadros, e homologada por Gilberto Kassab, Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Cerca de 160 mil domicílios da região já podem assistir à programação de TV aberta por meio do sinal digital, com muito mais qualidade de som e imagem.

Desde o início do trabalho, em outubro de 2017, a entidade realizou diversas ações, parcerias e eventos para informar, orientar e mobilizar a população sobre como se preparar para o desligamento do sinal analógico de TV.

“O que mais marcou o nosso trabalho foi o interesse da população. As pessoas estavam muito atentas, apoiaram o projeto e se movimentaram rapidamente. Ouvimos falar que as mudanças históricas são marcadas por acontecimentos, mas geralmente as pessoas apenas assistem a essas mudanças. O diferencial desse processo é que todos se mobilizaram”, afirma Rosana Padial, gerente regional da Seja Digital em Bauru. 

Além de campanhas em TVs, rádios, jornais, redes sociais e do trabalho diário realizado nas comunidades da região, a Seja Digital contou com o apoio de diversos parceiros, essenciais para que a informação chegasse ao maior número de pessoas.

O Senai participou do treinamento de cerca de 90 antenistas, que auxiliaram a população na instalação dos equipamentos. Mais de 5 mil instalações foram realizadas.

As prefeituras também tiveram grande papel do processo, permitindo que a população fosse atendida também nos CRAS, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

Mais de 10 mil atendimentos foram realizados nos mutirões de agendamento, CRAS e outros pontos de atendimento em Bauru e região.

Para Reginaldo José Gonçalves, representante da Associação dos Moradores de Heliópolis e Região (UNAS) e parceiro da Seja Digital, a atuação porta-a-porta foi essencial para esclarecer as dúvidas dos moradores e realizar o agendamento para que a população de menor renda pudesse retirar seus kits gratuitos. Mas ele também se surpreendeu com a aceitação das pessoas diante da mudança do sinal de TV. “Em Bauru, as pessoas já estavam antenadas, curiosas para saber como seria esse processo de digitalização. Me surpreendeu muito o interesse e a mobilização de todos”, lembra. 

Como forma de facilitar o acesso da população ao sinal digital, ao todo, mais de 45 mil kits gratuitos foram distribuídos pela Seja Digital às famílias de menor renda atendidas pelo Governo Federal.

Os kits contêm antena digital e conversor, equipamentos que permitem que TVs antigas continuem funcionando após o desligamento do sinal analógico. A ação possibilitou que essas famílias tivessem acesso à programação digital de forma gratuita. 

Mesmo após o desligamento do sinal analógico, a Seja Digital continuará distribuindo os kits gratuitos por pelo menos mais 30 dias. A expectativa da entidade é que a região de Bauru siga os passos de Brasília, São Paulo e Recife e, em pouco tempo, 100% dos domicílios tenham acesso ao sinal digital.

Os canais de atendimento também continuarão à disposição da população para oferecer todo suporte necessário.

O site e a central telefônica 147 (ligação gratuita) continuam disponíveis para os moradores que ainda tiverem dúvidas sobre como se preparar para receber o sinal digital. 

Sobre a Seja Digital 

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil.

Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico.

Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

 
Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: facebook.com/agencia14news
 
(com Assessoria de Imprensa)