Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Região

‘É uma obrigação’, diz PM que recusou equivalente a 600 mil reais 

O sargento Duarte da Polícia Militar Rodoviária comentou ao site Agência14News sobre sua equipe ter efetuado a prisão de dois homens nesta semana que haviam oferecido a quantia de 200 mil dólares, joias e moeda chinesa, equivamente a 600 mil reais, valores que tinham sido furtados de um apartamento em Foz do Iguaçu (PR) e acabaram sendo abordados em um ônibus na Rodovia Castelo Branco, em Avaré (SP).

“O que a gente pode falar é que a ocorrência chamou a atenção pelo valor que foi oferecido, mas é de praxe a atitude não só por parte da equipe, mas por parte também de todos os policiais militares do Estado que se engajam na carreira policial”, disse Duarte.

Ele diz que recusar faz parte do trabalho policial. “Com certeza é uma obrigação do policial efetuar a prisão. Existem diversas ocorrências como essa de corrupção onde as pessoas vem oferecer algum valor para os policiais e são efetuadas as prisões corriqueiramente. Essa chamou a atenção pelo valor oferecido, mas a polícia está para cuidar da pessoa de bem e não desse tipo de marginal. A equipe fica feliz pelo reconhecimento não só da equipe, mas de todo trabalho que a Polícia Militar faz em todo o Estado de São Paulo”, finalizou Duarte que faz parte da equipe TOR – Tático Ostensivo Rodoviário.

 

COMO FOI

Dois homens acusados de terem furtado um apartamento em Foz do Iguaçu, no Paraná, foram presos em Avaré quando tentaram subornar os policiais rodoviários para não serem presos.

Segundo a polícia, “durante operação de combate ao tráfico de drogas na Rodovia Presidente Castello Branco, km 248, Avaré, a equipe de TOR abordou o ônibus com itinerário de Asunción a São Paulo. Durante a vistoria no interior do coletivo a equipe suspeitou das atitudes de dois dos passageiros e efetuou a revista policial localizando, em suas bagagens, grande quantidade de dólares americanos e renminbi (moeda chinesa) e jóias. Indagados, um deles confessou que furtaram um apartamento em Foz do Iguaçu/PR e o outro ofereceu dinheiro aos Policiais Militares para serem liberados”.

Um dos suspeitos foi filmado pelos policiais quando tentava negociar a sua liberação e diante da negativa dos PMs receberam voz de prisão. O valor oferecido era de 200 mil dólares.

A Comunicação da Polícia informou que a ocorrência foi levada ao distrito da Polícia Civil de Avaré.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news 

(Do Agência14News com Assessoria de Imprensa)


Notícias similares