A Prefeitura da Estância Turística de Avaré, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, colocou temporariamente seguranças no ambiente externo das principais agências bancárias e casas lotéricas da cidade.

O objetivo é organizar o acesso da população a esses estabelecimentos, evitando a aproximação entre clientes durante a espera pelo atendimento. A medida é resultado do acordo firmado na quarta-feira (15), durante reunião realizada na Vigilância Sanitária de Avaré.

Integrantes do Executivo Municipal e representantes do Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Credicitrus participaram do encontro.

Permanece válida a determinação para que as unidades disponibilizem álcool em gel para que usuários possam higienizar as mãos após a utilização dos terminais de autoatendimento.

As agências devem ainda fornecer máscaras e luvas a funcionários que auxiliam clientes durante a utilização dos caixas eletrônicos, além da adoção de outras medidas de ordem sanitária.

Distanciamento social

A decisão de disponibilizar agentes de segurança para controlar o fluxo de pessoas e observar o distanciamento mínimo de 1,5 metro previsto no Decreto Municipal Nº 5790 é necessária para que os serviços considerados essenciais para a sobrevivência de pessoas e empresas possam ser mantidos sem comprometer o isolamento social, altamente recomendado nesse período de pandemia provocada pelo coronavírus.

Alerta

A Secretaria Municipal alerta, porém, que o ideal é que as pessoas evitem ao máximo a circulação pela cidade.

A pasta recomenda que os clientes utilizem os canais digitais disponibilizados pelos bancos. A aglomeração é o principal fator de risco para o contágio pela Covid-19.

“Enquanto não há essa conscientização, o papel da Prefeitura é organizar o fluxo de pessoas. Caso houvesse consciência da parte de todos, o município não precisaria tomar esse tipo de medida, que acaba gerando despesas para os cofres públicos”, afirma o secretário Roslindo Machado.

A preocupação é compartilhada pelo prefeito Jô Silvestre. “Muita gente ainda não acredita que estamos sujeitos à contaminação, que o vírus esteja circulando pela cidade. O número de casos vem aumentando e temos óbitos contabilizados. Espero que após esse controle, que vai durar uma semana, a população aprenda que é possível manter as atividades essenciais em funcionamento, sem descuidar das regras de afastamento. Caso contrário, seremos obrigados a adotar providências mais drásticas como o fechamento total de agências e lotéricas”.