Dois trabalhos sociais de Botucatu receberam, juntos, R$ 210 mil para continuar com suas atividades que são ligadas à criança e adolescente.

São R$ 151 mil para o projeto Tecendo a Inclusão, da Apae – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Botucatu, e R$ 65 mil para o projeto Edubrincando, do Nutras – Núcleo de Transformação Social.

De acordo com o deputado Fernando Cury, que anunciou os recursos, R$ 2,6 milhões já foram destinados para Botucatu pelo Condeca – Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, que ele preside.

“Além desse valor, temos ainda R$ 1,6 milhão garantidos para projetos já aprovados pelo Conselho, e essas entidades irão receber os recursos numa próxima etapa de assinatura de convênios. Não tenho dúvida da importância desse apoio financeiro, garantindo assim a realização e continuidade das propostas apresentadas, afastando essa garotada das drogas e da criminalidade, bem como proporcionando atividades culturais, esportivas e educacionais no contraturno escolar”, disse o parlamentar.