Um homem de 29 anos foi preso em flagrante, sem direito à fiança, depois de tombar o carro no quilômetro 253 da Rodovia Marechal Rondon, em Botucatu. O que chamou atenção é que o motorista apresentava sinais de embriaguez e tumultuou o socorro à esposa e à enteada de 12 anos, que ficaram presas às ferragens. A esposa foi socorrida ao Hospital das Clínicas (HC) em estado grave. Já a menor estava com ferimentos aparentemente leves.

O acidente foi registrado por volta das 4h45 da manhã envolvendo um Peugeot/206 placa de Botucatu.

Os funcionários da concessionária informaram que enquanto tentavam resgatar a família do indiciado, ele
pegou um instrumento, tipo machado, que usavam para cortar a ferragem do carro e ainda tentou agredi-los. A Polícia Rodoviária chegou e passou a ser xingada. O homem ainda tentou agredir um dos policiais com um murro. Em seguida, ele foi detido.

Depois de ser algemado, o condutor foi encaminhado ao plantão policial da Polícia Civil e terminou preso em flagrante.

Policiais militares e funcionários da concessionária Rodovias do Tietê também foram ouvidos como testemunhas do caso.

A mulher e a filha dela continuavam sob cuidados no HC de Botucatu. Constatou-se ainda que o motorista estava com prisão decretada por tráfico de drogas.

Uma familiar entrou em contato com o 14news dizendo o seguinte: “São minha neta e filha, porém minha neta sem nenhum ferimento. Minha filha inconsciente, porém nada grave; também não havia machado”.

Ela atualizou no final do dia que ambas tiveram alta hospitalar.

Cunhado envia nota

O cunhado do motorista encontrou em contato com o 14News apresentando a sua versão, que não confere ao que foi registrado acima pela Polícia Civil.

“Sou cunhado do condutor. O carro está em meu nome. No momento do acidente a menor que estava no carro me ligou e fui até o local. Realmente ele estava embriagado, se alterou por ver a esposa na situação que estava. Em momento algum ele omitiu socorro. Apenas pela embriaguez, ele mesmo queria levar ela ao pronto socorro. Não tem nada de tráfico de drogas. Ele estava com mandato por pensão; não foi cortado nada no meu carro com machado algum. A esposa dele foi retirada pela porta normal. Graças a Deus estão todos bem”.