Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Polícia

GCM de Botucatu realiza fiscalização de mototáxi 

A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou, na manhã desta segunda-feira (12), operação com intuito de fiscalizar possíveis mototaxistas e agências de mototaxi irregulares, sem alvará de funcionamento expedido pela Prefeitura de Botucatu.

Na ação foram autuados dois mototaxistas que realizavam transporte de passageiro remunerado com veículo não cadastrado para esse fim.

De acordo com o comandante da GCM, Sérgio Bavia, foram verificados desde as condições de higiene dos estabelecimentos até os itens de segurança oferecidos aos mototaxistas e passageiros. Além do capacete, o mototaxista deve oferecer toucas descartáveis que podem ser usadas ou não pelo passageiro. O profissional deve utilizar colete de identificação e o veículo estar devidamente adesivado.

Também foi verificado se a moto possui o “mata cachorro” (protetor de motor que resguarda as pernas do condutor) e a antena que evita que linhas de pipa com cerol atinjam o motociclista e passageiro.

“As fiscalizações serão constantes com intuito de oferecer segurança aos usuários do serviço de mototáxi”, detalha o comandante.

Mototaxistas, que tenham alguma pendência e queiram regularizar sua situação para realização da atividade profissional na cidade, devem procurar a Guarda Civil Municipal.

Moto apreendida

Nesta segunda-feira (12), os guardas civis municipais Nogueira e Lourenço do GAPE, surpreenderam um indivíduo com uma motocicleta, ao lado do Mercado Municipal, no centro de Botucatu.

Os guardas notaram que a placa da moto aparentava ser artesanal e durante​ pesquisa ficou confirmado tal fato, até porque a identificação do emplacamento consta de um Fiat Uno, muito embora a falsificação estivesse bem diferente do padrão nacional utilizado em veículos automotores.

Também foi verificado que tanto o motor como o quadro estavam com a identificação pinada. O condutor não é habilitado e alegou ter comprado a moto em uma rede social pagando a importância de R$1.000,00, sem ao menos saber a procedência e conhecer o vendedor.

O fato foi encaminhado à 1ª Central de Polícia Civil onde a moto ficou apreendida.

 
Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news 

(com Assessoria de Imprensa)


Notícias similares