Nesta quinta-feira (29), os GCMs Inspetor Paes e GCM Costa, atenderam solicitação feita pelo 199 de uma desinteligência entre mãe e filha na rua Professor Mário Guimarães, na Vila Nova Botucatu.

De acordo com as informações, as duas inclusive já tinham entrado em vias de fato. Em contato com as partes, a mulher informou que sua filha vem se comportando de uma forma muito agressiva e que já havia elaborado boletim de ocorrências anteriormente contra ela.

Diante da situação, a mulher desejou representar criminalmente contra sua filha, sendo conduzida até a Delegacia da Defesa da Mulher, mas pelo local acabou optando não mais pela representação contra ela, para que ela não viesse a ser presa, desejando somente que sua filha deixe o lar onde vivem.

Portanto, a autoridade policial, Doutora Simone Alves Firmino Tuono, realizou as demais providências cabíves e solicitou medida protetiva de urgência para que a filha da mulher se afaste do lar. 

Outras ocorrências da GCM
Na quarta-feira (28), atendendo solicitação feita via 199, à GCM compareceu na rua José Longo, no Monte Mor, onde de acordo com informações havia uma mulher muito alterada psicologicamente.

Desta forma, a parte, acompanhada de seu irmão, foi conduzida pela Equipe do SAMU até o Pronto Socorro da Unesp onde permaneceu aos cuidados médicos.

Em outra ocorrência na rua Pedro Carmelin Neto, no Bairro 24 de Maio, a solicitante informou que seu ex-amásio havia entrado em sua residência sem permissão e que ele também a ameaçou via ligação telefonica.

A guarnição entrou na residência e encontrou o referido homem deitado na sala. Desta forma, as partes foram orientadas e a mulher desejou representar criminalmente contra seu ex-amásio, sendo ambos encaminhados ao Plantão Policial onde a autoridade policial, Doutor Mauro Sérgio Rodrigues dos Santos, elaborou o Boletim de Ocorrências da Polícia Civil de natureza ameaçae as partes foram liberadas. 

Os GCMs Inspetora Cíntia e GCM Camargo, compareceram na rua Amando de Barros, no Centro, onde de acordo com informações havia alguns cidadãos, em situação de rua, reunidos em um estacionamento e incomodando quem passava em frente ao local.

As quatro pessoas foram localizadas e dentre eles um não apresentava condições de seguir seu caminho, devido a aparente estado de embriagues, sendo encaminhado ao Espaço Acolhedor (antigo CAMIM) onde passará pelo atendimento da Equipe de Assistência Social do local.