A reportagem do Agência14News esteve na manhã desta sexta-feira (08) na parte interna da Fundação CASA – Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente de Botucatu.

Após a ocorrência de dois tumultos registrados no mês passado e que deixaram funcionários e menores feridos a assessoria da Fundação e a direção regional da unidade mostraram como está o centro socioeducativo de Botucatu.

Eles também responderam sobre casos de número abaixo do ideal de funcionários e de assédio moral, denúncias essas que foram levadas à justiça de Botucatu pelo advogado Leandro Gorayb que representa os funcionários.

“Houve nesse mês duas situações: um princípio de tumulto e uma situação isolada que foi uma briga entre um adolescente e um servidor. Se ocorreram esses problemas é porque alguma coisa não estava equilibrada, então nós temos uma equipe de apoio fazendo a revisão de trabalho do centro, justamente para sanar qualquer dificuldade que eles tenham. A gente crê que a situação é de normalidade. Houve uma sensação de insegurança, mas agora está dentro da nossa normalidade”, disse o diretor regional de Bauru, Celso Roberto Quintiliano.

Hoje, a unidade de Botucatu conta com cerca de 5 a 7 servidores que trabalham em cada turno. São 64 funcionários, sendo 40 servidores e 24 de uma ONG – por gestão compartilhada. A mesma unidade tem 62 internos. A capacidade é de 64.

Os funcionários alegaram, entre outras coisas, risco de fuga e rebelião, o que é negado pela administração.

Outras informações sobre a unidade serão trazidas em mais reportagens no site Agência14News.