Um homem de 66 anos foi até o plantão policial de Botucatu e se identificou como a pessoa que cometeu um assassinato no dia 30 de novembro, no Jardim Monte Mor, no setor norte da cidade.

O suspeito estava com a prisão preventiva decretada e era procurado pela justiça. Ele foi ouvido e encaminhado à cadeia.

O caso de homicídio ocorreu em um sítio localizado na Avenida Lourenço Castanho, no Jardim Monte Mor, às 19h30 de sábado (30). A vítima é Claudinei da Costa Francisco, de 40 anos.

Consta que a Polícia Militar foi acionada para comparecer no local e encontrou com o corpo da vítima caído, sem sinais vitais em um barracão.

Segundo uma testemunha, o autor é caseiro de um sítio. Ele confessou ter matado a vítima solicitando que acionasse a polícia e disse que pretendia se entregar após 24 horas. Em seguida, fugiu.

No sítio foi encontrada a cédula de identidade e certidão de nascimento da vítima e também alguns documentos do autor.

No chão foram encontradas manchas de sangue. A vítima tinha uma lesão próxima à orelha. Nas proximidades do corpo foi localizado um pedaço de madeira com vestígios de sangue. Esse objeto foi apreendido.

O quarto aparentava estar em desordem, indicando ter ocorrido possível entrevero no local. Foi pedido o exame necroscópico toxicológico do corpo.

O autor disse que houve uma briga com a vítima quando ele tentou se defender.

(do 14News)

 

Homem contou sobre o motivo da briga.