Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Polícia

Antes de ser morto, dono de rede de colégio foi rendido e assaltado durante carona, diz polícia 

Depois de prender o terceiro suspeito de matar o empresário do colégio ADV, Adevaldo Colonezi, de 51 anos, em Igaraçu do Tietê, a Policia Civil informou que o assassinato ocorreu após uma carona.

A polícia relata que o rapaz de 19 anos foi preso na quarta-feira (1º), quando saía da casa da namorada em Igaraçu do Tietê, cidade onde ocorreu o crime.

O crime aconteceu na madrugada de sábado (29) e o corpo foi encontrado carbonizado em um canavial entre Igaraçu e São Manuel na terça-feira (31).

Segundo as investigações, o rapaz de 19 anos, depois de ser preso, contou aos policiais que estava com outro suspeito de 21 anos em Barra Bonita quando decidiram praticar um assalto.

A polícia conta que o rapaz de 21 anos conhecia o empresário e por isso pediu uma carona quando ele passava com a caminhonete. Com uma arma de brinquedo, que imita uma verdadeira, os dois renderam o motorista, que reagiu e a arma quebrou. Adevaldo ainda tentou pular do veículo, mas foi impedido.

Em seguida, foram até uma rodovia entre Igaraçu e São Manuel onde começaram a agredir o empresário. Eles acharam que Adevaldo estava morto então pegaram apostilas e um perfume que estavam na caminhonete e atearam fogo no corpo.

Depois eles foram atrás do outro suspeito de 28 anos, irmão do rapaz de 21, para ajudar e se desfazerem do corpo. A caminhonete foi encontrada com dois suspeitos que tentavam vendê-la.

O terceiro suspeito encontrado foi levado para a cadeia de Barra Bonita onde também estão os outros dois. Todos irão responder por roubo seguido de morte (latrocínio).

Adeovaldo era dono de 9 escolas em Bauru, Jaú, Barra Bonita e Botucatu. Seu sepultamento aconteceu na quarta-feira (01), com a presença de amigos, familiares e alunos, em um ginásio de Igaraçu do Tietê.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News – com G1 Bauru)


Notícias similares