O período entre 20 de dezembro e 2 de janeiro, que abrangerá os feriados de Natal e Ano Novo, deverá levar mais de um milhão de veículos aos 720 quilômetros de rodovias administrados pela Arteris ViaPaulista nas regiões de Ribeirão Preto, Franca, Araraquara, São Carlos, Jaú e Taquarituba.

A empresa, integrante do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, estima que esse incremento de tráfego representará acréscimo de 6% em comparação com períodos considerados normais, sem recesso.

A saída para o feriadão, na sexta-feira (20), poderá concentrar o maior movimento, com 256 mil veículos. As praças de pedágio de Santa Rita do Passa Quatro e São Simão, instaladas na Via Anhanguera (SP-330), terão o fluxo mais intenso – 545 mil veículos entre 20 de dezembro e 2 de janeiro.
Em seguida aparecem as praças de Guatapará, Boa Esperança do Sul, Jaú, Botucatu, Itaí e Coronel Macedo, todas na SP-255, pelas quais deverão transitar 443 mil veículos.

Por fim, a ligação de Ribeirão Preto a Franca pela Rodovia Cândido Portinari (SP-334), onde estão os pedágios de Batatais e Restinga, terá tráfego de 283 mil veículos no feriadão.

Estrutura operacional

A Arteris ViaPaulista dispõe de 19 ambulâncias básicas, duas UTIs, 19 guinchos, dois caminhões-pipa, duas viaturas de apreensão de animais e 13 viaturas de inspeção de tráfego, em operação ininterrupta. Os usuários têm ainda o telefone 0800-001-1255, por meio do qual é possível solicitar informações ou socorro 24 horas por dia, e também as bases SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), que contam com sanitários, local para parada, conexão à internet e outras facilidades. Para ter acesso aos serviços operacionais e manter contato direto com a concessionária, o motorista também tem acesso à rede wi-fi, entre Araraquara e Riversul, e o aplicativo ViaPaulista, disponível nas plataformas Android e iOS gratuitamente.

“É fundamental que os motoristas, em caso de sono, parem em local apropriado para descansar, abasteçam os veículos – garantindo a quantidade necessária para o percurso a ser seguido –, respeitem os limites de velocidade e não usem o celular enquanto dirigem, garantindo uma viagem segura”, afirma Marcos Carneiro, gerente de operações da concessionária.

(com assessoria)