A Câmara Municipal de Botucatu sediou na noite da última terça-feira (22) uma importante audiência pública que colocou em discussão com a sociedade o problema da perturbação de sossego na cidade. Participaram do encontro diversas autoridades, moradores que vivem na pele o problema e universitários, que na maioria dos casos, acabam sendo relacionados ao problema por conta das festas em repúblicas..

A mesa que comandou os trabalhos esteve formada pelo autor da propositura, vereador Lelo Pagani, acompanhado do secretário municipal de Segurança, Dr. Adjair de Campos, do comandante da Primeira Companhia da Polícia Militar de Botucatu, Capitão Cagliari, do delegado da Polícia Civil, Dr. Marcos Mores, e os representantes da Unesp de Botucatu, Professor José Paes e  e professor Luís Carlos Giarola.

Entre os vereadores presentes estavam: Carreira, Rose Ielo, Curumim, Carlos Trigo, Izaias Colino e Fontâo. Também se fez representada por meio de sua vice-presidente, Gabriela Piologo, a União das Repúblicas Universitárias de Botucatu – Urubu.

Por mais que o tema tenha sido bastante abrangente, foram constantes as vezes em que as festas em repúblicas universitárias eram colocadas em discussão. Diversos munícipes que se dizem vítimas dos problemas causados pela perturbação de sossego apresentaram seus fatos e nos momentos em que a universidade e os estudantes foram chamados para o uso da palavra, também apresentaram seus contrapontos, tornando a discussão respeitosa. 

Para o autor da propositura, vereador Lelo Pagani, o resultado do encontro foi bastante positivo. “Temos que destacar o nível das conversas que tivemos na Câmara nesta noite. Muita gente que realmente sofre com o problema da perturbação de sossego e que se abriu conosco e também o outro lado da moeda, que se prontificou a participar da reunião e sempre que foi solicitada, foi solícita em esclarecer todas as dúvidas. O positivo é que todo mundo estava ali em busca de uma solução e acredito que conseguiremos encaminhar coisas boas desse encontro”, explicou.

Da reunião, alguns requerimentos já estão sendo preparados pelos vereadores presentes e deverão ser apresentados na próxima sessão ordinária da Câmara Municipal de Botucatu, no dia 28 de novembro. (Da assessoria)