Uma operação Policial realizada pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu foi apurar denúncia onde um homem estaria exercendo ilegalmente a profissão de médico.

Durante as buscas, investigadores e o delegado Celso Olindo, além de agentes da Guarda Municipal e a Vigilância Sanitária de Botucatu encontrou na residência uma moradora que franqueou a entrada das equipes e alegou que no local estavam sendo realizadas consultas oftalmológicas de maneira beneficente.

Com ela estavam 2 vendedores que trabalham em uma ótica na cidade de Osasco. Também se encontrava no local um terceiro que não é médico, porém estava consultando pacientes com problemas de visão.

No local existiam muitos óculos de amostra, bem como equipamentos para aferir o grau dos óculos dos pacientes.

Foram apreendidas receitas e prescrições em nome do falso médico que vai responder por exercício ilegal da medicina.