No dia 10 de setembro, a Rede de Proteção à Vida, realiza o Circuito de Palestras “Prevenção do Suicídio”, a partir das 8 horas, no Auditório do Colégio La Salle, em Botucatu, para profissionais e pessoas interessadas no assunto.

As inscrições podem ser feitas através dos e-mails [email protected] ou [email protected], ou pelos telefones 3882-0010 (CDL) ou 3815-2925 (Ciesp). Cada participante deve levar um litro de leite de caixinha.

Confira a programação:
8 horas –
Recepção e entrega dos materiais
8h30 – Programas sociais com foco em espiritualidade transformam vida e previnem o suicídio – Palestrante: Silvânia Giandoni
10 horas – Intervalo
10h30 – A prevenção do suicídio interessa a nós – Palestrante:Profº Dr. José Manoel Bertolote
12h30 – Intervalo para almoço
14 horas – Situação da prevenção do suicídio no município de Botucatu: rede instalada e proposta – Palestrante:Márcio Pinheiro Machado
15h30 – Intervalo
16 horas – Atitude dos profissionais da saúde perante indivíduos com comportamento suicida – Palestrante: Profº Dr. Carlos F. Silva Cais
18 horas – Encerramento e entrega de certificados

A programação conta ainda com um Culto Ecumênico a partir das 19h30 e encerrando as atividades do sábado (10), Caminhada pela Vida, às 21 horas, no Viaduto Bento Natel.

Já no domingo (11), a partir das 9 horas, acontece Corrida, Passeio ciclístico e Caminhada, também no Viaduto Bento Natel.

Você sabia que é possível prevenir 90% dos suicídios e que cada um pode contribuir com ações simples? Participe do Circuito de Palestras!

A REDE – A Rede de Proteção à Vida nada mais é do que um grupo de voluntários das mais variadas áreas de atuação, dispostos a lutar de todas as formas pela valorização da vida no combate aos índices de suicídio. A ideia surgiu com a eficácia do Programa de Humanização da Empresa – PHE Bem-Estar, desenvolvido com extremo sucesso na empresa Caio Induscar há mais de 10 anos. Além da empresa, a Rede mantém uma parceria com o Centro de Valorização à Vida – CVV de Botucatu e com o renomado médico, Dr. José Manoel Bertolote. Aos poucos o grupo vai ganhando mais voluntários, mais força e mais vida.