O auditório Angelino de Oliveira, na rádio PRF-8, recebeu um grande público que acompanhou a solenidade realizada pela Academia Botucatuense de Letras.

O músico Ramiro Viola tomou posse à cadeira número 35, cujo patrono é o compositor botucatuense que dá o nome ao local onde aconteceu o evento.

Membros da ABL e da sociedade estiveram presentes e parabenizaram Ramiro, que há quase 50 anos, leva o nome de Botucatu e da música caipira durante as apresentações pelo Brasil e até outros países.

“Eu estou muito emocionado. Poder fazer parte da ABL e ter a solenidade de posse nesse auditório, onde eu me apresentei pela primeira vez ao público, é um sentimento único. Não tem como segurar as lágrimas e agradeço minha família e meus amigos por estarem aqui hoje participando desse momento comigo”, destacou Ramiro.

O músico explica que o trabalho feito por ele foi analisado e aprovado pela ABL, e dessa maneira, conquistou aquilo que considera um sonho. “Fiz uma tese sobre a família de Angelino de Oliveira, com mais de 400 páginas, e através dela, tomo agora posse dessa cadeira que leva o nome do nosso eterno compositor. É uma responsabilidade muito grande, mas estou preparado e vou honrar demais essa conquista”, finalizou Ramiro Viola.

(Fotos: Agência14)