Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Botucatu

Mercadão Municipal vai ganhando nova cara 

A reforma do Mercado Municipal de Botucatu já deu nova cara para um dos centros de compras mais tradicionais da cidade. A frente do local ganhou vidros e a pintura das paredes deram novo visual que já é percebido por quem passa nas ruas ao lado.

Uma “parede” de vidro no corredor que dá acesso à rampa ao piso superior deu um tom moderno ao local. As divisórias dos boxes também estão sendo concretizados.

Enquanto isso, a parte administrativa que é o segundo ponto a ser reformado em seguida, abriga as empresas que estão ali provisoriamente. O local deve ficar pronto em até 3 meses.

O Mercado Municipal “Progresso Garcia” passa por reforma pela primeira vez desde a sua inauguração em julho de 1962. A obra, avaliada em pouco mais de R$ 2,2 milhões é viabilizada através de financiamento obtido pelo município junto a Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista.

A instituição disponibiliza linhas de crédito, com taxas de juros a partir de 0,49% ao mês (+IPC/Fipe) e prazos para pagamento que chegam até 10 anos. A liberação do crédito ocorre após a comprovação da capacidade de endividamento das prefeituras e da aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional, usando como garantias as cotas do ICMS e/ou do FPM. O município de Botucatu já passou por todas essas etapas e o recurso já está disponível.

Por contrato, o prazo para conclusão da obra é de 360 dias contados a partir do início dos serviços. O projeto, elaborado pela Secretaria Municipal de Planejamento, prevê otimização dos espaços, criação de boxes maiores, praça central de alimentação, ampliação dos banheiros, instalação de elevador para garantir acessibilidade, melhoria no acesso e estacionamento, criação de um novo mezanino com salão aberto que permitirá ao espaço receber eventos artístico-culturais. As características originais do prédio serão preservadas, mas a ideia é promover uma profunda modernização no “Mercadão”.

O prazo para execução da obra foi esticado justamente por conta da necessidade de realizar a reforma com os comerciantes dentro do Mercado. Eles foram transferidos provisoriamente para a área que era ocupada pelo IBGE e outras instituições.

Todos os projetos foram elaborados pela Secretaria de Planejamento e envolvem a modernização dos sistemas de hidráulica, elétrica, esgoto, telefonia, informática, revestimento e piso. O piso inferior abrigará todo o setor de hortifruti, enquanto o piso superior será reformulado para receber uma ampla praça de alimentação. A reforma também prevê espaço para implantação de uma agroindústria no local com recepção, vestiário, sala de recepção de matéria prima, sala de processamento e expedição.

(Do Agência14News com assessoria)

(Fotos: Agência14News)


Notícias similares