Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Botucatu

Madame Butterfly estreia no Teatro Municipal de Botucatu 

Em Botucatu, acontecerá a Ópera Madame Butterfly. E, pela primeira vez na história da cidade, será possível apreciar ao vivo uma das mais conhecidas óperas do repertório lírico italiano. Criada pelo compositor Giacomo Puccini, Madame Butterfly será encenada no Teatro Municipal, no dia 12 de outubro, em versão pocket: quatro cantores solistas, um pianista e um ator, encarregado de narrar a história ao público.

Um projeto nascido em Botucatu, a partir do despretensioso bate-papo entre um apaixonado por arte e cultura e o diretor do Santa Marcelina Cultura.

A ideia inicial era trazer uma versão da Alcina do Handel, após uma temporada no Teatro São Pedro. Diante da inviabilidade desse projeto, um encontro com o tenor Paulo Mandarino desenhou um espetáculo adequado aos grandes palcos: com produtores, músicos e cantores de destaque na cena lírica nacional e, ao mesmo tempo, que pudesse ser executado na cidade.

Ainda que seja no formato pocket ópera, a história será contada em sua integralidade, de maneira a apresentar ao público de Botucatu essa forma de arte tão especial. A ópera será cantada no seu idioma original, o italiano, com legendas em português.

O espetáculo não conta com nenhum programa de fomento público, nem financiamento de grandes empresas. É uma iniciativa pensada em Botucatu, para Botucatu, e tem a intenção de ser o primeiro de uma série de eventos ligados ao canto lírico na cidade.

Botucatu e a ópera: Nos anos 90, os botucatuenses tiveram a oportunidade de assistir a uma montagem da ópera Bodas de Fígaro, com cantores do Coral Municipal e a mezzo-soprano Eloisa Baldin, do Teatro Municipal de São Paulo, em uma única récita. Depois disso, houve duas apresentações do programa ópera curta da Secretaria Estadual de Cultura, com apresentações profissionais em versões mais didáticas da obra original.

Ficha técnica

Madame Butterfly (1904), ópera em três atos do italiano Giacomo Puccini (1858-1924), com libreto de Luigi Illica e Giuseppe Giacosa.

Elenco e demais realizadores

Cio-Cio San ou Butterfly, uma gueixa: Mariana Álamos (soprano)
Suzuki, a aia de Butterfly: Ana Lucia Benedetti (mezzo-soprano)
Benjamin Franklin Pinkerton, tenente da Marinha dos Estados Unidos: Paulo
Mandarino (tenor)
Sharpless, cônsul dos Estados Unidos em Nagasaki: Douglas Hahn (barítono)
Narrador: Lukkas Martins (ator)
Pianista: Matheus Alborghetti
Direção cênica: Ana Vanessa
Produção: Duo Conexões Culturais
Apoio: NAV

Serviço
Data: 12 de outubro (sábado), às 20h30
Local: Teatro Municipal de Botucatu
Praça Coronel Moura, 27 – Centro
Ingressos: R$ 100,00 inteira • R$ 50,00 meia-entrada •  R$ 60,00 patrocinadores

(com assessoria)

Notícias similares