No último mês de abril, o Ministério da Saúde comunicou o fim do Programa Farmácia Popular do Brasil – Rede Própria. Nesta sexta-feira (28), a unidade de Botucatu encerrou suas atividades, de acordo com o cronograma estabelecido pelo Governo Federal. O fechamento, porém, não trará prejuízos a população botucatuense.

Em Botucatu, a Farmácia Popular disponibilizava 112 medicamentos de forma gratuita ou com baixo custo. Desses, 80% são distribuídos gratuitamente nas farmácias da Rede Municipal de Saúde.

O restante continuará a ser disponibilizado pelo programa “Aqui tem Farmácia Popular”, braço do programa federal, que disponibiliza medicamentos junto a redes de farmácias privadas conveniadas com o Ministério da Saúde, ou por solicitação junto a Secretaria de Saúde.

“As mudanças com o fechamento da Farmácia Popular não vão afetar a população. O fornecimento de medicamentos que a Farmácia Popular realizava, se comparado ao que a Rede Municipal de Saúde faz, é bastante pequeno, com baixo volume de dispensação. Sem a verba de custeio do Governo Federal, a manutenção desta unidade é economicamente inviável. A demanda será em sua maioria absorvida com tranquilidade pelas farmácias dos postos de saúde”, afirma o Secretário Municipal de Saúde, André Spadaro.

Para os medicamentos que eram oferecidos pela Farmácia Popular e que não estão disponíveis na Rede Municipal de Saúde, que são a minoria, o atendimento se dará nas drogarias conveniadas com o programa “Aqui tem Farmácia Popular”, ou através de solicitação à Secretaria de Saúde.

A maioria dos medicamentos dispensados pela Farmácia Popular no Município tinha utilidade no tratamento de doenças como diabetes, hipertensão, asma e colesterol. 

Dos 11 remédios que tinham maior demanda na Farmácia Popular, seis são distribuídos regularmente pela Rede Municipal e os outros cinco são encontrados na rede conveniada ou fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde através de solicitação. Ou seja, a população não será desfalcada de qualquer medicação pelo fechamento da Farmácia Popular.

Exemplificando
Para se ter ideia da pouca influência do fechamento da Farmácia Popular em Botucatu para a população que necessita de medicamentos, confira: 

O medicamento Omeprazol (protetor gástrico), em um ano, teve a dispensação de 3.259 comprimidos pela Farmácia Popular. No mesmo período, a Rede Municipal de Saúde distribuiu 3.068.684 comprimidos, o que mostra uma demanda muito maior de destinação de remédios por responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde.

O medicamento Losartana (hipertensão), em um ano, teve distribuição de 5.977 comprimidos pela Farmácia Popular. No mesmo período, a Rede Municipal de Saúde distribuiu 2.854.955 comprimidos, também demonstrando uma demanda maior. 

Ou seja, o volume de dispensação de alguns dos principais medicamentos disponibilizados na Farmácia Popular de Botucatu representam apenas 0,2% da quantidade que é fornecida nos postos de Saúde rotineiramente.

A lista de medicamentos que eram distribuídas pela Farmácia Popular e que estarão disponíveis na Rede Municipal ou em redes conveniadas pode ser acessada através do link: http://www.botucatu.sp.gov.br/images//tabela_remedios_001.pdf

Redes Conveniadas no Município

Botucatu conta com 13 farmácias conveniadas ao Programa “Aqui tem Farmácia Popular” e que continuarão a oferecer medicamentos gratuitos ou com custo reduzido. São elas: Drogaria Aparecida (Rua Major Matheus), Drogal (unidades nas Ruas Major Matheus e Amando de Barros, e Avenidas Dom Lúcio e Vital Brasil), Drogalíder (Rua Nossa Senhora Aparecida), Drogaria São Paulo (unidades na Rua Major Matheus e Avenida Dom Lúcio), Drogasil (unidades na Rua Amando de Barros e Avenida Dom Lúcio), Farmácia São Bento (unidades na Avenida Conde Serra Negra e Rua Amando de Barros) e MultiDrogas (Avenida Vital Brasil).

Farmácia Popular

Criado em 2004 pelo Governo Federal, visando ampliar o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos, a Farmácia Popular possuía 393 unidades em todo o país. O Governo Federal dispendia aproximadamente R$ 100 milhões por ano para o programa em todo o país. Para os municípios, o Governo repassava R$ 12,5 mil por Farmácia, mensalmente. Com o fechamento da Farmácia Popular, o Governo optou por aumentar o repasse da Assistência Farmacêutica de R$ 5,10 por habitante para R$ 5,58, o que acarretará em aproximadamente R$ 67 mil a mais por ano para a aquisição de medicamentos para os postos de saúde de Botucatu.

Mais informações
Secretaria Municipal de Saúde
Rua Major Matheus, 7 – Vila dos Lavradores
Tel.: (14) 3811-1100

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(com Assessoria de Imprensa/Prefeitura Botucatu)