A chuva que caiu em Botucatu no sábado (24) causou transbordamento do Rio Lavapés em vários pontos. Também foi registrado alagamento na área da Rodoviária e Av. Dante Delmanto, na Vila Paulista.

A Defesa Civil informou ao Agência14News que aconteceram ainda inundações em residências e erosões em estradas de terra, além de deslizamento de terras em alguns pontos.

A pista da Rodovia Marechal Rondon, na Serra de Botucatu, foi outro ponto que ficou com muito barro na pista e a água que descia dos barrancos para o asfalto formava uma espécie de cachoeira. Os motoristas tiveram que tomar cuidado desviando de obstáculos que eram retirados por equipes de manutenção.

A Defesa Civil, Secretaria de Infraestrutura, Assistência Social, GCM e outos setores realizaram atendimentos diversos tanto na área urbana como nas áreas rurais e distritos como Vitoriana e Rubião Jr.  Neste domingo (25) prosseguiam os atendimentos.

Há previsão de pancadas de chuvas à tarde neste domingo.

Moradores fizeram fotos e vídeos mostrando os rios que transfordaram pela cidade.

Apesar dos relatos não houve feridos, mas quatro pessoas acabaram ficando desabrigadas, sendo duas na Vila São Benedito e mais duas da Vila Jardim, que foram para casa de parentes. O acumulado da chuva foi de 116 milímetros, o que significa um montante bem acima de chuvas normais.

O telefone da Defesa Civil é o 199. (Vídeos feitos por leitores estão no Facebook do Agência14News).

 

CHUVA HISTÓRICA E PISCINÕES

A Prefeitura de Botucatu informou que o pluviômetro instalado na Estação de Tratamento de Água da Sabesp registrou 116mm de chuva durante as 24 horas do sábado, dia 24. Esse número representa a metade da média do mês de novembro dos últimos 10 anos, que é de 240mm. Ou seja, foi uma chuva histórica. 

Foram registradas 45 ocorrências pela Guarda Municipal e Defesa Civil. Os maiores problemas aconteceram nas margens do Rio Lavapés, que corta a cidade, no bairro Jardim Aeroporto e bairros do distrito de Rubião Júnior. 

Alguns pontos desses locais sofreram alagamento, porém, nenhuma pessoa ficou ferida e 4 desalojadas. 

Ainda durante o temporal, equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Infraestrutura e o próprio prefeito, Mário Pardini, percorrem todos os locais, prestando atendimento às famílias que tiveram residências afetadas pela água, e vistoriando pontes e outras estruturas atingidas pela enxurrada.  

Esses locais já contam com projetos e obras de infraestrutura para evitar esse tipo de situação. Em Rubião Júnior esta em licitação obras de drenagem, como galerias de águas pluviais. 

No Jardim Aeroporto a licitação já foi concluída e as obras começam em 15 dias. Além disso, três piscinões estão sendo construídos para evitar as enchentes, dois deles no Jardim Ciranda e um no Córrego Cascata, na região da rodovia Marechal Rondon. 

Neste domingo, 25, as equipes da Secretaria de Infraestrutura estão percorrendo toda zona rural do município para tomada de providência nos locais que sofreram estragos.

“As obras de infra-estrutura já deviam ter sido executadas há décadas. Estamos construindo 3 piscinões com 1 ano e 11 meses de governo e mais dois piscinões, Antártica e Tenente estão em fase de licenciamento”, comentou o prefeito ao site Agência14News. 

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)