28 de janeiro de 2022

Desde 2015 | A informação começa aqui!

Visita guiada no Lageado está fechada e retorna em fevereiro

Grupo de Fernão-SP em visita ao Lageado. Foto: Arquivo/14News

A Fazenda Lageado da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) de Botucatu (SP) emitiu um comunicado nesta quarta-feira (15) informando que a agenda de visitas guiadas está fechada. E que a partir de 1° de fevereiro de 2020 estará realizando agendamentos de visitas guiadas para atender os visitantes.

No período de férias muitas pessoas acabam visitando a Fazenda do Lageado por conta da sua beleza natural, arquitetônica e histórica.
A FCA também havia informado que está em férias coletivas de 6 a 20 de janeiro.

A instalação da fazenda remonta à segunda metade do século XIX, quando ocorre a grande expansão da economia cafeeira no oeste paulista. A Fazenda Lageado configurou-se como uma empresa de cafeicultura para a grande exportação.

A chácara é composta por casa-grande, terreiros de secagem, lavagem de grãos, tulhas e casa de máquinas, bem como instalações que garantiam o funcionamento do local: moinho, serraria, paiol e estábulo. Na década de 1970, o local foi cedido à Unesp, que instalou no espaço a Faculdade de Ciências Agronômicas e Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Campus Botucatu.

Localização: Portaria Principal – Rua José Barbosa de Barros, nº 1780.
Portaria II – Rodovia Alcides Soares, Km 3.

Horário de funcionamento

O Museu do Café funciona de segunda-feira a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados o funcionamento é das 10h às 16h.

Para situações especiais de atendimento, contate o Museu do Café:
Fone (14) 3880-7240 ou pelo e-mail: [email protected]

IMAGENS:

MAIS SOBRE A FAZENDA LAGEADO – Com uma evolução histórica singular, cuja conformação atual data de 1885, a Fazenda Lageado foi uma das maiores propriedades particulares produtoras de café para exportação do estado de São Paulo, utilizando-se de tecnologia hidráulica como força motriz para o beneficiamento dos grãos.

Em 1934, a fazenda passa ao controle do governo federal para saldo de dívidas resultantes da crise da Bolsa de Nova York (1929), tornando-se uma Estação Experimenta Federal. Neste período recebe inúmeros investimentos em maquinários e tecnologia de ponta para o desenvolvimento de pesquisas agrícolas, inicialmente sobre o próprio café e posteriormente expandidas para outros grãos.

Apenas no ano de 1972, através de decreto federal, o governo do Estado de São Paulo recebe a cessão para uso da fazenda como unidade de Ensino Superior, para implantação dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária, que juntamente com as Faculdades de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu e os outros Institutos Isolados de Ensino Superior do Estado uniram-se em 1976 para a formação da UNESP.

Redação 14 News

Redação 14 News

Você pode gostar também

Fique informado

Receba nossas news em seu e-mail.

Publicidade

Mais recentes