Após tratativas entre o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Governo do Estado de São Paulo oficializou a liberação de cerca de R$ 13 milhões até o final deste ano ao HCFMB.

O montante será destinado à expansão assistencial, à retomada e adequação dos atendimentos pós-pandemia. Com liberação prevista até dezembro de 2021, o recurso permitirá a reabertura gradual do Hospital Estadual Botucatu (HEBo). Além de otimizar a assistência regional, a retomada das atividades progressivas do HEBo reduzirá filas de espera por atendimentos de média complexidade, como os eletivos e os ambulatoriais.

Convênio em 2022

Além do repasse de R$ 13 milhões, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a celebração de um novo convênio com o HCFMB, no valor de aproximadamente R$ 30 milhões, para o ano de 2022. O valor permitirá a manutenção dos atendimentos realizados pelo HEBo e o Serviço de Atenção e Referência em Álcool de Drogas (SARAD).

A notícia foi recebida pelo Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, em reunião realizada no último sábado, 23, com o Vice-Governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, o Secretário de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, e o Deputado Federal Samuel Moreira (PSDB).

 “Este repasse e o convênio demonstram todo o nosso compromisso para que o Complexo HC mantenha sua excelência assistencial. A ampliação do atendimento promove não só novas possibilidades ao HCFMB, mas aprimora nossa assistência aos pacientes da região que o HC atende. Agradeço à SES e ao Governo do Estado por reconhecerem o trabalho e a importância do HCFMB neste momento”, afirmou o Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi.