O prefeito de Bauru anunciou oficialmente a construção de um viaduto na avenida Cruzeiro do Sul sobre a Marechal Rondon como parte das obras das marginais da rodovia. O anúncio foi feito no auditório da Prefeitura, com o vice-prefeito, Toninho Gimenez,do vice-presidente da Via Rondon, Fábio Abritta, a secretária municipal de Planejamento, Letícia Kirchner, e o vereador Marcos de Souza.

A solução viária solicitada pela Prefeitura atende a reivindicação da população desde a década de 1990, quando a rodovia foi duplicada e a avenida foi obstruída, separando-a em duas partes e desviando o trânsito para as avenidas Duque de Caxias e Rodrigues Alves. Com o passar dos anos, a cidade passou a sentir cada vez mais o impacto desse fluxo adicional de veículos e a construção de um viaduto unindo as duas partes da avenida Cruzeiro do Sul tornou-se essencial para dar solução aos problemas de mobilidade naquela região.

Após discussões e avaliações, chegou-se a um modelo que inclui o viaduto da Cruzeiro do sul como solução de retorno viário, em conjunto com uma segunda alça que será construída após o trevo da Rondon com a avenida Nuno de Assis.

Assim, quem viaja no sentido capital-interior, terá na altura da Nuno de Assis um dispositivo de retorno. Do outro lado, para quem viaja no sentido interior-capital, acessará como dispositivo de retorno o futuro viaduto da Cruzeiro do Sul.

A obra do viaduto na Cruzeiro do Sul faz parte de outro conjunto de soluções previsto para o cruzamento da rodovia com a avenida Duque de Caxias. Ali, as marginais em construção da rodovia passarão em nível com avenida, tendo o fluxo controlado por semáforos. Esse fluxo será amenizado com a possibilidade de acesso à rodovia por dispositivos “agulha” na altura da Cruzeiro do Sul, próximo ao posto de combustíveis que é ponto de parada para caminhões. Assim, o motorista terá a opção de sair para a rodovia antes de chegar ao semáforo da Duque.

A passagem em nível da rodovia com a Duque de Caxias atende à reivindicação de mais de 200 empresários que atuam naquela região, que solicitaram a não obstrução do viaduto durante as obras das marginais. A realização de audiência pública na Câmara Municipal para discutir as marginais da Rondon também foi importante para se chegar à solução apresentada.

“Quando fizemos a última audiência pública para discutir as marginais, havia uma preocupação muito grande entre os empresários, que fizeram até um abaixo-assinado alegando a possibilidade de fecharem as portas caso o viaduto da Duque fosse obstruído com as obras. Então, pensamos numa solução viária, mas também positiva do ponto de vista econômico e social da cidade”, lembrou a secretária Letícia Kirchner.

As obras serão executadas pela Via Rondon e as desapropriações necessárias, em contrapartida, serão custeadas pelo município. A previsão é que toda a obra seja executada em 2020.

“Como se vê, não se trata apenas do viaduto da Cruzeiro, ele será inserido em um complexo viário que vai dar acesso à cidade e aos bairros e as agulhas que vão tirar os motoristas do semáforo da Duque de Caxias. Estamos, através das secretarias de Finanças e Negócios Jurídicos, avaliando de que forma será a contrapartida da Prefeitura nesse processo, se por desapropriação ou créditos de ISS à empresa.

O vice-presidente da Via Rondon, Fábio Abritta, enfatizou a preocupação da concessionária com a segurança dos motoristas. “Fazer uma obra de marginais não é fácil, felizmente chegou-se a um consenso, graças ao apoio da Artesp, Governo do Estado e Prefeitura. Por diversas vezes conversamos, os vereadores, a Emdurb, o policiamento rodoviário, para chegarmos ao objetivo principal que é a segurança. Estamos lutando para que façamos o melhor para Bauru, uma cidade importantíssima no Estado de São Paulo”, disse.

Desde o início da gestão, o prefeito Gazzetta vem fazendo tratativas com o Governo do Estado, Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e concessionária Via Rondon. “Esse é o resultado de esforço coletivo e aqui faço meus agradecimentos ao secretário estadual Marcos Vinholi (Desenvolvimento Regional) e ao secretário executivo da pasta, Rubens Cury, ao vereador Natalino da Silva, pelas articulações das audiências públicas na Câmara, à Câmara Municipal e aos vereadores aqui presentes, Fábio Manfrinato e Roger Barude, ao ex-vereador Marcelo Borges, ao Fábio Abritta (Via Rondon), pelas inúmeras reuniões de que participamos, ao nosso vice-prefeito, Toninho Gimenez e ao presidente da Emdurb, Elizeu Eclair, ao pedro Brito (Artesp) e ao governador João Doria, e aos deputados federais Rodrigo Agostinho e Capitão Augusto”, destacou Gazzetta.

Além dos já citados, estiveram presentes à reunião os secretários municipais Everson Demarchi (Finanças), Etelvino Zacharias (Administrações Regionais), José Carlos Augusto Fernandes (Bem-estar Social), Rick Ferreira (Cultura), Levi Momesso (Agricultura), Alexandre Zwicker (Esportes) e Isabel Miziara (Educação), o presidente do DAE, Eliseu Areco, a corregedora geral do Município (Andrea Salcedo), a procuradora geral do Município, Alcimar Mondillo,, além de representantes da Emdurb, da sociedade civil, dos órgãos de imprensa, Polícia Rodoviária e Corpo de Bombeiros.

(com assessoria)