Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Cultura

O projeto “É Dia de Escrever” mantém uma campanha contínua de arrecadação de livros 

São Manuel – A Diretoria de Cultura e os participantes do projeto “É Dia de Escrever”, contemplado pela Lei Emergencial de Auxílio à Cultura, fizeram uma parceria para arrecadação de livros.

Neste semestre, o projeto pretende instalar ou ampliar cinco bibliotecas pelo Estado de São Paulo, pois entende que que para a leitura e escrita serem incentivadas, todos precisam se acostumar a andar entre os livros, da infância à melhor idade.

Nesse sentido, a Biblioteca Municipal “Dr. Francisco Câmara Ferreira” de São Manuel se tornou uma grande aliada nesta jornada e atua como ponto de arrecadação de doações de livros novos e semi-novos.

No entanto, devido as fases vermelha e emergencial da pandemia no Estado, a biblioteca local não recebeu livros e doações devido a restrições de funcionamento. Por isso, guarde seus livros para leva-los quando a fase avançar da laranja para baixo, ou entre em contato com o projeto pelo link https://www.ediadeescrever.com/doa%C3%A7%C3%A3o-de-livros que disponibiliza um formulário para preenchimento para que a equipe combine uma forma de buscar as doações.

O projeto

O projeto “É Dia de Escrever” busca um mundo melhor através do incentivo à leitura. Universidades como a da Califórnia nos Estados Unidos e a Auckland na Finlândia e experimentos realizados na Noruega, além de outras dezenas de estudos específicos já comprovaram que ler e, especificamente, escrever, contribui com: se conhecer melhor, ter um pensamento mais analítico das situações, benefícios para a saúde, alcançar metas de vida, controle do estresse e até mesmo pacientes com câncer conseguiram tirar proveito da escrita. Escrever sobre as coisas as quais se é grato torna a pessoa melhor, mais positiva e motivada para o futuro. Escrever sobre problemas emocionais e familiares ajuda a pessoa a tomar consciência dos problemas, trabalhar o estresse e desenvolver soluções.

A potência do projeto “É Dia de Escrever” gera a oportunidade de trazer a literatura para a vida de centenas de pessoas, onde todas podem escrever sobre os seus dias, medos, angústias, alegrias e planos para o futuro, através de oficinas de Escrita Criativa, Contações de Histórias, Leituras, interpretação de textos e diversas ações realizadas pelos coordenadores e orientadores (os novos autores) que ensinam ferramentas para desenvolver e treinar a escrita. Essas pessoas se tornam multiplicadoras deste pensamento para a sua comunidade e possíveis novos escritores do nosso país. Então, você que tem gosto pela leitura e escrita ou até mesmo você que conhece pouco deste mundo, mas quer dar seus primeiros passos, inscreva-se no projeto através do link https://docs.google.com/forms/d/1rP7_DlDnBzCqJvvEkYEwHISIRuT9pE91_ZYKu92KYuI/viewform?edit_requested=true.  

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESTÁ DISTRIBUINDO NOVOS KITS MERENDA AOS ALUNOS
DAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

A Prefeitura de São Manuel, através da Diretoria de Educação, iniciou a distribuição da quinta etapa dos “kits merenda”, com produtos que compõe uma cesta básica de alimentos, aos alunos das escolas da rede municipal
de ensino.  Já foram realizadas quatro etapas de distribuição durante a pandemia aos alunos da rede municipal durante o ano de 2020.

Nas quatro primeiras etapas foram entregues kits contendo os seguintes produtos:

1º) alimentos não perecíveis (arroz, feijão, etc.);

2º) hortifrúti (verduras, frutas e legumes);

3º) hortifrúti (verduras, frutas e legumes);

4º). Kits de alimentos não perecíveis (arroz, feijão, etc.)

O novo kit que foi distribuído na última segunda-feira (5) para as famílias que manifestaram interesse em recebê-lo, contemplou estudantes das creches e pré-escolas da: vila São Geraldo (144 kits), do distrito de Aparecida de São Manuel (54 kits) e do jardim Santa Mônica (83 kits).

Nesta terça-feira (6) receberam seus kits, os alunos das creches e pré-escolas dos seguintes locais: Dona Leonor (177 kits), Cohab 3 (108 kits) e Santa Mônica (44 kits).  Também foram contemplados os alunos das escolas de ensino fundamental Milton Monti da vila São Geraldo (381 kits) e Ida Innocenti Luizetto do jardim Santa Monica (221 kits).

No total foram contempladas 1799 alunos. Cada escola atualizou a lista que foi utilizada no ano de 2020, como referência e acrescentou o nome dos novos alunos interessados em receber os novos kits merenda.

A Diretoria de Educação esclarece que o kit merenda não corresponde a uma cesta básica de alimentos e sim uma quantidade da mesma, correspondente ao consumo de um estudante em determinado período, de aproximadamente 30 dias. A distribuição dos kits merendas visa complementar a alimentação domiciliar no período em que as aulas
presenciais estarão suspensas, sendo um conjunto que supre o consumo de um aluno.

Durante todo o ano de 2020 a rede Municipal de Ensino atendeu aos alunos da zona urbana e rural, muitos em vulnerabilidade, com a distribuição dos kits merenda, com o objetivo de amparar esses estudantes e
consequentemente as famílias atingidas com a perda da renda em virtude da pandemia. Com a paralisação do reinicio das aulas que já vinha ocorrendo no Município, a Administração Municipal em conjunto com a Diretoria de Educação resolveu dar prosseguimento a distribuição dos kits merendas, auxiliando dessa forma numa alimentação mais saudável aos seus alunos, até que a situação do retorno das aulas se normalize. (da assessoria).


Notícias similares