A situação de um homem que vive viajando de cidade em cidade recolhendo cães nas rodovias, mas sem condições de cuidar deles, tem preocupado protetores de animais. O andarilho que já teve passagem por Botucatu, segundo contam protetores autônomos, foi recentemente para São Paulo saiu com 11 animais, chegou com 7 e voltou com 19.

A carroça caiu em cima de um dos animais nesta semana matando um dos cães. Os protestores alegam que existe risco tanto para os animais como para o andarilho. E até pode ocorrer dos cães irem para meio da pista e causarem acidentes envolvendo outras pessoas que estão viajando.

Luciana Cruz, uma das protetoras que teve contato com o andarilho diz que agora o homem deve ir para São Paulo e Santos e o risco continua. Ela questiona quantos animais irão morrer e onde ele acha esses cães. “A família não pode interditar esse senhor? O que será desses animais na rodovia, caso algo aconteça com esse homem que está ficando mais velho? Até quando isso vai acontecer?”, questionou em sua rede social a protetora autônoma de Botucatu.

Na postagem feita por Luciana Cruz em uma rede social, as pessoas estavam também preocupadas com o caso, confirmando que houve a morte de animais por atropelamento ou esmagados pela velha carroça. Suspeita-se que o homem tenha problemas mentais.

Protetores chegaram a instalar o homem em uma casa em Botucatu, mas ele não permaneceu e resolveu voltar suas andanças pelas estradas.

(Cristiano Alves de Souza – Do Agência14News)