Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Região

Estudante só consegue participar do Enem após fazer BO 

Neste domingo (06), um estudante só conseguiu fazer a prova do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio – depois de ter ajuda de policiais e elaborar um boletim de ocorrência, isso porque tinha perdido seu documento pessoal.

De acordo com a PM, militares “estavam estacionados garantindo a segurança dos estudantes que iriam realizar a prova do ENEM pela cidade de Avaré, quando foram solicitados por um aluno que informava ter perdido seu documento de identificação e portanto estaria impedido de realizar o exame, O estudante foi informado que caso conseguisse confeccionar um Boletim de Ocorrência aí sim poderia realizar a prova”.

Ainda informa a comunicação da PM, que “mediante a situação os policiais militares se sensibilizaram e conduziram o estudante até o plantão policial para que fosse confeccionado o Boletim de Ocorrência de extravio de documentos, ocorrência esta realiza a tempo, que possibilitou ao estudante entrar nas dependências da prova e realizar seu exame”.

O rapaz que não teve o nome mencionado, diz a PM, ficou emocionado e disse aos policiais militares “que jamais irá esquecer este momento tão importante em sua vida e que em suas orações irá sempre lembrar da Polícia Militar”.

O estudante não mora em Avaré e por isso não conhece a cidade.

PROVAS E TEMAS

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que divulgou o tema há pouco pela página no Twitter. Neste domingo (06) foi o segundo dia de prova do exame e também o mais temido por muitos candidatos, justamente pela elaboração da redação.

O exame começou  às 13h30. Além da redação, os estudantes fazem provas de linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e têm cinco horas e 30 minutos para concluir a prova. Aproximadamente 8,4 milhões de estudantes devem fazer o Enem.

Alguns cuidados devem ser tomados pelo estudante. As redações com sete linhas ou menos receberão nota zero. A estrutura deve ser dissertativo-argumentativa, ou seja, os candidatos devem expor argumentos relacionados ao tema da redação, elaborando-os de forma consistente e coerente.

A proposta de redação do Enem sempre vem acompanhada de textos que podem servir de motivação para que os candidatos elaborem seus próprios textos. No entanto, o estudante não deve se restringir às ideias ali apresentadas, copiar trechos ou torná-los parte de sua argumentação. Tais procedimentos podem fazer com que o candidato perca pontos na avaliação de competências. Aquele que fizer qualquer brincadeira ou deboche vai tirar zero.

As redações serão avaliadas de acordo com cinco competências: domínio da norma-padrão da língua escrita, compreensão da proposta da redação e aplicação de conceitos de diversas áreas do conhecimento para desenvolver o tema; capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações para defender um ponto de vista; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação e elaboração de proposta de intervenção ao problema abordado, respeitando os direitos humanos.

(Agência14News, com PM, e Agência Brasil).


Notícias similares