Perto de 8 mil caminhoneiros da região podem parar as atividades e retirar os caminhões das estradas nas próximas semanas. A confirmação da greve foi de Francisco Carlos David, presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Botucatu e região, que abrange também municípios como Barra Bonita, Igaraçu do Tietê, São Manuel, Pratânia, Pardinho, totalizando 9 cidades.

“A SP-300 que é a Marechal Rondon foi pedagiada há uns 2 anos. E hoje, os caminhoneiros têm que dar uma volta de 74 quilômetros para retornar à SP 300, o que é um absurdo. Eu não sei… o governo do estado, a Artesp e a concessionária não sei o que pensam, ou estão esperando um milagre, porque não se vê nada (de obra na serra). Não se vê movimento. Só interditaram. Hoje só estava subindo carro. E você não tem informação, então não sei. Para mim estão esperando um milagre”, disse o presidente da categoria.

Francisco Carlos David ainda disse que o pedágio que os caminhoneiros estavam pagando na Rondon de 6 reais por eixo aumentou para 11 reais e 50 centavos por terem que passar pela Castello Branco, acrescentando que além disso, gastam também com a distância a mais de 75 km rodados.

A reportagem do Agência14News procurou a concessionária, Artesp e Secretaria de Transportes, e aguarda resposta.