Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Polícia

Rapaz passa mão em mulher na praça, debocha ao saber que não seria denunciado e acabou preso 


Na tarde dessa quarta-feira (04), em Botucatu (SP), a Guarda Civil Municipal, com os agentes Inspetor Barcaça e os GCMs Rezende e Maia, durante patrulhamento preventivo comunitário na Praça Emilio Peduti (Praça do Bosque) foi acionada por populares informando que um homem teria passado a mão nas nádegas de uma mulher.

Ao ser indagada pelos guardas, a jovem de 24 anos confirmou o fato, dizendo a princípio que não iria representar contra o rapaz que trabalha como hippie.

Segundo a GCM, “ocorre que ao ouvir isso, o suspeito começou a debochar da vítima, menosprezando-a com palavras de baixo calão e em ato contínuo a vítima resolveu representar contra o mesmo. Ao ser questionado, o rapaz de 33 anos negou o acontecido. Ao ser conduzido até a viatura, seu amigo de 16 anos tentou impedir a condução, tentando agredir os agentes”.

A GCM diz que foi usado de força moderada para contê-lo. Foi acionado o Conselho Tutelar para acompanhar a ocorrência.

As partes foram conduzidas até a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde a autoridade policial, Ana Paula, tomou ciência dos fatos ratificando a voz de prisão por Importunação Sexual.

O rapaz de 33 anos foi recolhido à cadeia pública, ficando à disposição da justiça.

O adolescente foi ouvido e liberado ficando de se apresentar quando solicitado.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Na noite terça-feira (03) a Guarda Civil Municipal foi acionada através do 199 para atender uma ocorrência de violência doméstica no Bairro Chaparral, em Botucatu.

Os GCMs Zambonato, Elizabete e Regina, ao chegarem no local entraram em contato com a mãe da vítima. Ela informou que sua filha e seu genro estavam discutindo e que tinha ouvido gritos de sua filha pedindo por socorro.

A vítima de 19 anos está grávida de três meses e relatou que foi agredida por seu companheiro com socos e pontapés por motivo de ciúmes.

Diante dos fatos, a vítima foi encaminhada até o Pronto Socorro Adulto onde passou por atendimento médico. Em seguida, foi liberada e as partes foram apresentadas à autoridade policial, Dr Geraldo Franco, ratificando a voz de prisão por Violência Doméstica e Lesão Corporal.

O agressor de 30 anos foi recolhido à cadeia pública, ficando à disposição da justiça.

(com informações da GCM)


Notícias similares