O programa do Estado de São Paulo de recompensa está oferecendo no total mais de 100 mil reais para quem ajudar a prender bandidos perigosos que estão sendo procurados.

Alguns crimes ocorreram na Capital e outros criminosos são de cidades do interior como Bauru.

Entre os delitos praticados estão assassinatos de policiais, de cidadãos e traficantes. Mesmo sendo crimes em outras regiões esses criminosos podem estar em qualquer cidade, seja a Capital, interior ou todo o Brasil.

Em Botucatu, por exemplo, o crime praticado contra uma mulher quase chegou a entrar na lista de recompensa a quem ajudasse a prender o ex-marido que a matou no Marajoara, mas ele foi encontrado antes. Bauru tem uma mullher chamada Maria do Pó. (leia mais abaixo).

O WebDenúncia é uma nova ferramenta para recebimento de denúncias, via internet, que funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana, acessível através de qualquer computador, tablet ou celular (com internet).

O serviço é administrado pelo Instituto São Paulo Contra a Violência e funciona com base num convênio firmado com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, as mesmas instituições que administram o Disque Denúncia 181 desde o ano 2000. (veja a lista dos procurados abaixo).

Segundo o Governo, o O WebDenúncia foi criado para garantir ao cidadão que utiliza este serviço a manutenção do anonimato e o sigilo das informações fornecidas. O site possui o melhor padrão de certificação digital exigido para sua finalidade e foi construído para permitir a criptografia das informações em diversos níveis.

QUAIS AS VANTAGENS DE UTILIZAR O WEBDENÚNCIA?

1. Agilidade: Em poucos minutos você faz a sua denúncia.
2. Permite enviar anexos: fotos, vídeos, áudios e cópia de documentos, etc.
3. Prático e seguro: Você pode fazer a sua denúncia a qualquer hora, com toda a tranquilidade.

 

Programa de Recompensas

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 30 mil por informações que contribuam com o esclarecimento do homicídio doloso do agente penitenciário Agnaldo Barbosa Lima, ocorrido em 9 de setembro de 2014.

O agente, que tinha 43 anos, morreu após ser baleado, na Rua Sylvio Lagreca, no Parque Ipê, zona oeste da cidade de São Paulo. Segundo testemunhas, a vítima e um colega estavam a caminho do trabalho quando uma pessoa passou, se aproximou e atirou. O agente foi socorrido, mas morreu no hospital. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 30 mil por informações que contribuam com o esclarecimento do homicídio doloso do agente penitenciário Cleoni Geraldo Lima, ocorrido em 7 de outubro de 2014.

O agente, que tinha 50 anos, morreu ao ser baleado no bairro União da Vitória, em Campinas, interior de São Paulo. A vítima foi socorrida ao Hospital Ouro Verde, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo testemunhas, Cleoni estava na frente de casa, dentro de seu carro, quando foi abordado por suspeitos que conduziam um Nissan Livina prata – que era roubado. Dois homens desceram do carro e atiraram.

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 30 mil por informações que contribuam com o esclarecimento do homicídio doloso do cabo da Polícia Militar Alaor Branco Junior, ocorrido em 30 de outubro de 2014.

O policial militar foi baleado na cabeça por criminosos, enquanto tentava prendê-los após uma tentativa de roubo a carro forte na Rodovia Doutor Adhemar Pereira de Barros (SP-340), em Aguaí, interior paulista.

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 5 mil por informações que contribuam na localização de Sonia Aparecida Rossi, procurada por tráfico de drogas.

Sonia Aparecida Rossi, conhecida como Maria do Pó, é traficante de drogas e está foragida desde 2006, quando fugiu da penitenciária de Santana.

Já se utilizou de diversos nomes falsos, como Sandrinha, Professora, Tata ou Tia.

 

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 2,5 mil por informações que contribuam na localização de Caio Rodrigues, procurado por homicídio duplamente qualificado.

Caio Rodrigues, de 19 anos, está foragido desde junho de 2013. Ele é acusado de matar Diego Ribeiro Cassas, de 18 anos, por volta das 6h30 do dia 7 de junho de 2013.

O crime ocorreu no estacionamento de uma lanchonete no cruzamento da Rua Henrique Schaumann com a Avenida Rebouças, na zona oeste da Capital.

O agressor começou uma briga com a vítima dentro de uma casa noturna e o perseguiu até o estacionamento da lanchonete, onde deu um tiro na cabeça da vítima.

 

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 2,5 mil por informações que contribuam na localização de Aurelito Borges Santiago, procurado por homicídio.

Aurelito Borges Santiago fugiu do Fórum de Ribeirão Preto em março de 2014 durante o seu julgamento pelo homicídio do estudante Rodrigo Cintra do Prado Pereira Bonilha, de 18 anos, em 2008.

A fuga aconteceu antes que o juiz desse a sentença em que foi condenado a 21 anos de prisão pelo crime.

O estudante foi baleado por volta das 5h30 do dia 26 de janeiro de 2008, na Praça Cornélio Pires, Jardim São Luiz, em Ribeirão Preto.

 

O Programa Estadual de Recompensa oferece R$ 5 mil por informações que contribuam na localização de Ronaldo Calado Mendonça, procurado por tráfico de drogas.

Ronaldo Calado Mendonça é foragido da penitenciária de Bauru. É acusado de tráficos de drogas e de incendiar ônibus na região de Bauru. Também é apontado, em inquérito policial, como um dos líderes de uma facção criminosa.

 

 

Denunciar – https://app.webdenuncia.org.br/g/ ou 181.