O Hospital das Clínicas de Botucatu decidiu criar uma nova ala chamada Unidade de Cuidados Intermediários para a Covid-19 e também fará a imediata reabertura do Hospital Estadual para atender pacientes com outras doenças (covid negativos).

Isso ocorre após o HC ter 100% de seus leitos de UTI Covid ocupados por pacientes devido ao aumento de pessoas com o vírus.

O anúncio foi feito pelo Secretário de Saúde, Andre Spadaro durante o boletim coronavírus.


Segundo o secretário da Saúde, André Spadaro, assim que a vacina contra a Covid chegar na cidade, serão priorizados os idosos, principalmente de casas de longa permanência como as de repouso e asilos, por exemplo, e profissionais da saúde.

Nota do HC sobre leitos

Frente ao fluxo intenso de internação de pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de COVID-19 vindos de todas as cidades que compõem a DRS VI Bauru nos últimos dias, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), instituição reconhecida oficialmente pelo Governo do Estado de São Paulo como hospital referência para tratamento de casos graves da COVID-19, comunica que atingiu hoje sua ocupação máxima nos leitos de UTI COVID.

A UTI COVID do HCFMB é formada por 24 leitos habilitados pelo Ministério da Saúde e 6 leitos mantidos com recursos próprios do HC, que contarão com o aporte financeiro da Secretaria de Estado da Saúde enquanto aguardamos a resposta dos pedidos de habilitação destes leitos. Desta forma, não temos mais condições viáveis para a abertura de novos leitos de UTI COVID.

Diante desta situação, medidas internas serão tomadas a partir de hoje, para garantir toda a assistência necessária à população abrangida pelo HCFMB.
Dentre outras medidas, estão a criação de uma Unidade de Cuidados Intermediários para COVID-19, utilizando leitos das enfermarias do HCFMB, onde serão internados pacientes que precisam de cuidados específicos e que que aguardam leito de UTI, além da reabertura imediata do Hospital Estadual Botucatu (HEBo), onde serão atendidos pacientes portadores de outras patologias (covid negativos).

Essas medidas visam facilitar o fluxo de pacientes na nossa UTI COVID, gerando uma maior rotatividade de vagas. Seguiremos as orientações da CROSS e da DRS VI Bauru caso não consigamos disponibilizar leitos de UTI-COVID mesmo com estas medidas.

Todas estas ações serão comunicadas oficialmente à DRS VI Bauru e à Secretaria De Estado da Saúde, para que possamos garantir recursos financeiros suficientes neste momento sem desequilibrar ainda mais o financiamento do HCFMB.

Neste momento crítico, contamos e agradecemos o apoio e parceria da Prefeitura Municipal de Botucatu, demais cidades do Polo Cuesta, da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Famesp, da DRS VI Bauru e da Secretaria de Estado da Saúde.

O HC reitera seu compromisso em promover atendimento digno e de qualidade a todos os pacientes neste momento.

Por fim, pedimos a todos que mantenham os cuidados essenciais, como o uso de máscara, álcool gel e que evitem aglomerações. Com essas medidas,
cuidamos da nossa saúde e do próximo. A conscientização é o nosso maior
apoio neste momento.

André Balbi – Superintendente do HCFMB.