O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, na companhia da Secretária Estadual de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, anunciou nessa terça-feira, 29 de junho, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, o lançamento do SP Acolhe, programa de transferência de renda para famílias que perderam pelo menos um membro do núcleo familiar por Covid-19 desde o começo da pandemia.

“Esta é mais uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, sob a liderança do governador João Doria, para o enfrentamento dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19, amparando a população em maior fragilidade social”, afirma a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes.

O programa vai beneficiar 10.929 famílias em todo o Estado de São Paulo, com 11.183 auxílio, totalizando investimento de R$ 20.129.400,00. O benefício de R$ 1.800,00, será pago em 6 parcelas mensais no valor de R$ 300,00, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

O público-alvo da iniciativa são famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até 3 salários-mínimos que tenham perdido pelo menos um familiar vítima de Covid 19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha etc., desde que o óbito tenha ocorrido dentro do núcleo familiar. O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O anúncio deste novo auxílio financeiro aconteceu menos de quinze dias após o lançamento do Vale Gás, programa de transferência de renda para mais de 100 mil famílias em situação de vulnerabilidade social do Estado de São Paulo, que vai pagar 3 parcelas de R$ 100 entre os meses de julho e dezembro de 2021 para compra de botijões de gás de cozinha (GLP 13kg). O Vale Gás faz parte do Plano de Segurança Alimentar do Estado de São Paulo, que inclui iniciativas como o “Vacina Contra a Fome”, que já arrecadou cerca de 17,3 mil toneladas de alimentos; o programa Bom Prato, que desde a ampliação do atendimento passou a servir 115 mil refeições por dia, além de oferecer gratuidade para moradores em situação de rua cadastrados nos municípios; e o Vivaleite, maior programa de distribuição de leite pasteurizado do Brasil e que, somente no último mês de maio, entregou mais de 4 milhões de litros. (Da assessoria – Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo).