Antes, para denunciar um crime como furto, perda ou subtração de documento/celular, assalto, mesmo acidente de trânsito sem vítima, injúria, calúnia, difamação, desaparecimento de pessoa (ou localização), maus-tratos a animais, e até acompanhar ou modificar um boletim de ocorrência, o cidadão precisava sair de casa ou do trabalho e ir até uma delegacia. Hoje, com o avanço dos serviços, tudo isso pode ser feito pela internet, ou seja, também pelo celular.

Policiais Civis do Estado de SP. (Foto: Edson Lopes Jr/A2AD).

O site da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo permite que os casos sejam registrados online. “O boletim de ocorrência eletrônico tem a mesma validade. A comunicação para o Distrito Policial é imediata e o delegado de Polícia já adota as providências cabíveis”, comentou o delegado Seccional de Botucatu, Lourenço Talamonte Neto.

No distrito policial central de Botucatu foram 91 boletins eletrônicos contra 300 feitos presencialmente. O levantamento feito a pedido do 14News e é referente ao mês de novembro deste ano. Apesar do mais comum é ainda ir à delegacia, as pessoas também estão procurando mais o acesso ágil da internet.

O delegado Seccional também considera que hoje as pessoas procuram mais a internet do que antes. Para acessar a delegacia eletrônica: http://www.ssp.sp.gov.br/ – cada tipo de crime no canto direito da tela.

Hoje em Botucatu são 2 endereços na cidade para registrar boletins de ocorrência: um na Rua Major Matheus, na Vila dos Lavradores, onde está funcionando a delegacia da mulher e na Rua João Passos, no centro, o 1º distrito policial para crimes gerais. O plantão policial do Bairro Alto atende somente casos aos finais de semana, feriados e à noite para flagrantes e crimes graves, incluindo Botucatu e cidades da região.

1º DP de Botucatu. (Foto: arquivo – 14News).

A ideia com o tempo é centralizar todas as unidades na central que deverá ser construída no Bairro Alto. Seria um complexo policial que ainda depende de aprovação e verba do Estado.

No serviço online da Secretaria de Segurança Pública ainda é possível tirar antecedentes criminais, tirar primeira e segunda via do RG, consultar a lista de procurados pela justiça e demais serviços.

(do 14News).