16 de maio de 2022

Desde 2015 | A informação começa aqui!

Contratadas para trabalhar em escola alegam que não receberam salário

Pessoas contratadas pelo “Programa do Povo Educação” da Escola Faraco de São Manuel alegam que estão sem receber pagamento.

O Bolsa do Povo Educação tem como principal objetivo auxiliar as famílias a superar os desafios educacionais e financeiros provocados pela pandemia e ampliar o envolvimento de toda a comunidade escolar, reforçando vínculos entre alunos, professores e servidores da Educação e gerando novos postos de ocupação.

O trabalho é de cuidar que todos os protocolos sanitários fossem cumpridos como a limpeza das carteiras, uso de álcool em gel e verificar se os alunos estavam com máscaras.

Elas dizem que o vencimento foi quitado até outubro, mas novembro e dezembro não houve pagamento. Disseram que chegaram a procurar a escola e a Regional de Educação, mas não conseguiram resolver o assunto.

Assim, uma das 4 pessoas procurou o site buscando ajuda. Depois, mas demais também pediram ajuda à reportagem.

O Governo do Estado se posicionou sobre o assunto em resposta ao 14News:

A Prodesp – Empresa de Tecnologia do Governo do Estado de São Paulo, que operacionaliza o programa Bolsa do Povo, informa que não há atraso nos pagamentos dos benefícios. Em 2021, foram creditados cerca de R$ 236,1 milhões aos 598,2 mil beneficiários dos 18 programas integrados.

Sobre o caso mencionado pela reportagem, do CPF 218.xxx.xxx-xx, participante do Bolsa Educação – Responsáveis, consta no banco de dados que a beneficiária recebeu e sacou via voucher duas parcelas no valor de R$ 500, referentes aos meses de agosto e setembro. Para os meses de outubro e novembro, será realizada análise para verificar se a beneficiária faz jus ao benefício e, em caso positivo, os créditos estarão disponíveis em fevereiro. A partir de dezembro do ano passado, a beneficiária deixou de comparecer às atividades na unidade escolar.

Para dúvidas, os beneficiários podem contar com a Central de Atendimento do Bolsa do Povo, no telefone 0800 7979 800 (atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h) ou WhatsApp (11) 98714-2645.

Outros casos encaminhados ao 14News e as respostas:

Em relação aos casos mencionados pela reportagem, seguem as informações da Prodesp – Empresa de Tecnologia do Governo do Estado de São Paulo, que operacionaliza o programa Bolsa do Povo:

A beneficiária J.M.R., do Bolsa Educação – Responsáveis, recebeu e sacou uma parcela no valor de R$ 1 mil referente a setembro e outubro de 2021, e outras duas parcelas de R$ 500 nos meses de novembro e dezembro do ano passado. Portanto, não há nenhum atraso no pagamento. O próximo crédito será realizado no dia 20 de janeiro. A Central de Atendimento do Bolsa do Povo entrará em contato com a cidadã para esclarecimento.

R.C.B.M., beneficiária do programa Bolsa Educação – Responsáveis, recebeu e sacou uma parcela no valor de R$ 500 em setembro, primeiro mês com previsão de pagamento para suas atividades. A cidadã permaneceu no programa até novembro, portanto, os vencimentos referentes a outubro e novembro estão sob análise documental e, se for constatado cumprimento dos requisitos do programa, o pagamento retroativo será realizado o quanto antes – informou em nota Assessoria de Imprensa – Prodesp.

Redação 14 News

Redação 14 News

Você pode gostar também

Fique informado

Receba nossas news em seu e-mail.

Publicidade

Mais recentes