Histórias de abandono de animais também trazem relatos de casos de amor por quem recolhe os bichinhos.

Um gato que há 3 anos foi jogado em um bueiro pelo ocupante de um carro em movimento, em Botucatu, hoje vive bem e se adaptou na casa da protetora Luciana Cruz.

Segundo ela, mesmo após casos como esse os animais se adaptam ao novo lar. Para os que acham que gatos não se tornam mansos, que os adultos fogem ou não se adaptam, ela mostra em sua casa, que dos 15 animais que tem no total, 6 são gatos resgatados das ruas.

“Cada um com sua história. Morador de bueiro por 3 anos, arremessado de carro em movimento, vivendo no mato, etc. Eles acabam com tudo à noite; tenho que sair catando tudo que pode ser brinquedos na madrugada, tampinhas, sacolinhas, até saquinhos de pão”, conta. “Mas… amo tanto. Vivem seguros dentro de casa”, disse Luciana.

Ela conta que os felinos fazem suas necessidades dentro do banheiro adaptado para eles, alguns nas caixinhas de areia, que vai farinha de mandioca, e outros no vaso sanitário, são tão limpos, asseados, de uma higiene, diz ela, que chega a ser “absurda”.

“Eles comem somente ração, e água o tempo todo fresca. São carinhosos, e companheiros. Gatos são tudo de bom”, diz ela sobre os companheiros: Nicole, Negão, Chaveirinho, Terrorista, Amarelo e Kiki.