Neste sábado (10), Ana Laura Savini, de 11 anos, ficou em primeiro lugar na sua estreia na prova dos Três Tambores, durante competição realizada na Escola do Cavalo, na cidade de Pompéia. 

A competição havia sido adiada por conta do mau tempo que deixou a pista bastante prejudicada e foi remarcada ocorrendo neste sábado.

Minha princesa, na sua estreia nos 3 tambores, pegou em primeiro lugar na categoria que participou, parabéns a ela e muito obrigado ao Fernando Costa, seu treinador”, comentou José Angelo Savini, avô da atleta.

Antes da competição a atleta realizou os últimos treinos na cidade de Vera Cruz, onde vem se preparando nos últimos meses. Ela havia viajado já na sexta-feira (09) com a família: mãe Ana Paula Savini, o pai Jeferson e o avô Angelo para a prova.

Neste ano Ana Laura foi finalista e recebeu medalhas e troféus quando competiu nas provas regionais no salto que disputou com atletas experientes e alto nível.

TREINADOR

Fernando Costa falou sobre o resultado. “Desde o primeiro dia que a Ana Laura veio montar aqui no rancho Colina Real, eu já notei a qualidade, elegância e técnica que ela tem para a equitação. O fato de ela montar desde os 3 anos de idade, e fazer hipismo, facilitou muito o aprendizado e evolução da Ana para competir em 3 tambores”, comentou.

“Aos poucos fomos apresentando a ela, animais de níveis de treinamento e competitividade diferentes, do mais lendo ao mais veloz, para que ela se adapta-se à velocidade da modalidade 3 tambores, onde o cavalo pode alcançar até 50km por hora e tem que fazer 3 curvas no percurso. A partir da 5 aula, percebemos que a Ana já não tinha dificuldades com o percurso dos 3 tambores e passava a gostar da velocidade dos cavalos”, relata Fernando Costa.

“Daí em diante, fomos aos poucos pedindo para ela aumentar a velocidade e no último treino, 9ª aula, ela e a Sheza, também conhecida por Loira, apelido carinhoso que a proprietária da égua, Manuela Nakano, a chama, estavam prontas para competição.

RESULTADO

“Apesar do conjunto estar treinando muito bem, sempre há a expectativa de como vão se sair na competição. Porém o talento, e arrojo da Ana Laura superou qualquer expectativa, ela tocou a égua em sua primeira passada como quem já competisse tambor há anos, sem nenhuma  ansiedade. Na segunda passada, o talento da Ana Laura para montar e competir com cavalos ficou ainda mais evidente, porque a tocada foi com mais agressividade e técnica, baixando o seu tempo em 300 milésimos, o que é impressionante”, disse o treinador.