Se, por um lado, o consumidor já espera por promoções em janeiro, por outro, o empresário tem a oportunidade de iniciar 2019 com um planejamento financeiro mais eficiente e garantir a sobrevivência do negócio. De acordo com a Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ano será de consolidação e crescimento  da economia brasi leira, com elevação de 3% do PIB (Produto Interno Bruto). 

Para Tamires Serrano, docente da área de gestão e negócios do Senac Botucatu, a expectativa é bastante positiva, pois favorece tanto quem já atua no comércio, como quem deseja abrir um novo negócio. “O início do ano é o momento em que a maioria das pessoas renova as metas e sonhos, o que contribui positivamente para um maior comprometimento com o planejamento financeiro.”
A docente explica que é importante pensar na organização das finanças já no começo de ano para “os sonhos tornarem-se realidade”.

Fátima Baldini, presidente do Sincomercio Botucatu, acredita que o cenário é promissor e que em alguns casos, há certa necessidade de empreender. “Muitas das vezes, a oportunidade surge em momentos adversos e um deles, que é identificado na região de Botucatu, acontece quando a pessoa é desligada da empresa.”

Segundo Fátima, é preciso incentivar essas pessoas a mergulhar em uma cultura de planejamento e busca constante de capacitação, antes mesmo de abrir o próprio negócio. “É, inclusive, nessa hora que elas sentem a importância de saber o que fazer: quando optam por tornar-se empresários, mas descobrem que precisam entender de finanças e de gestão para ter lucro e vencer possíveis crises”, explica a presidente do Sincomercio Botucatu.

Dados do Sebrae apontam que o sucesso do empreendedorismo depende de vários fatores, mas que a probabilidade de encerramento das atividades  é maior entre os empresários que estavam desempregados antes de abrir o negócio e que tinham pouca experiência no ramo e empreenderam  por necessidade.

Para a docente do Senac Botucatu, não é possível atribuir a um único ponto a causa da mortalidade das empresas, mas sim, a uma combinação de fatores. “A importância da capacitação e de se preparar para abrir o próprio negócio e sobreviver nos primeiros meses, de forma sustentável e com planejamento, implica em aplicar desde o início uma gestão de qualidade, com controle financeiro, planejamento das liquidações e promoções, compra de produtos, entre outras práticas.” 

Atento a esse cenário de oportunidades, o Senac Botucatu está com inscrições abertas para 15 vagas do curso Abertura de Empresas: o que devo fazer, sendo desse total, 10 para alunos bolsistas, com início das aulas em 2 de fevereiro. “Os alunos terão a oportunidade de aprender sobre os aspectos mais importantes a serem considerados no momento da abertura de uma empresa, a identificar, avaliar e apresentar soluções sobre pontos que precisam ser melhorados para o desenvolvimento do negócio”, conta Tamires.

Para se inscrever e conferir a programação completa de cursos, inclusive, da área de gestão e negócios, acesse o Portal Senac

Serviço
Abertura de Empresas: o que devo saber
Data: 2 a 16 de fevereiro de 2019
Horário: aos sábados, das 8h30 às 11h30
Senac Botucatu
Endereço: Rua Dr. Rafael Sampaio, 85, Boa Vista – Botucatu/SP

(com assessoria)