O comércio de Botucatu enfrenta um ano ainda de recessão, mas apesar disso, há expectativa de vender mais no fim de ano e dar um respiro às contas.

Alguns assuntos como esse foram tratados em uma entrevista na Rádio Municipalista AM nesta quinta-feira (30).

O presidente da ACE-CDL (Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas) de Botucatu Emilio Angella disse que um dos motivos de não haver mais enfeites de Natal é o questionamento do Tribunal de Contas do apoio que a prefeitura dava a esse trabalho, mas que foi interrompido, e sem essa verba não foi possível manter os brilhos nos corredores comerciais.

“Tivemos que responder com documentação, mas não sofremos penalização, nem a prefeitura”, disse Emilio Angella.

Durante entrevista ele falou ainda sobre a expectativa de circulação de dinheiro nos corredores comerciais. “No fim do ano esperamos um movimento de 100 milhões de reais no nosso comércio. Lógico que nem todo esse dinheiro circula só no comércio”, esclarece.

Hoje um problema no comércio são as dívidas. Elas aumentaram 18% com avanço da inadimplência, somando 7 milhões de reais.

“E hoje o consumidor segura mais o dinheiro na mão, porque quem tem não sabe se terá amanhã e quem conseguiu poupar alguma coisa tem aproveitado as promoções”, avaliou.

Um comerciante hoje para negativar uma pessoa gasta R$ 9,40 e isso acaba ficando caro dentro de uma empresa.

“E o momento econômico tem desafiado a saúde financeira das empresas. De cada 10 empresas que se desfiliaram da CDL, 5 foram por falta de pagamento ou porque fecharam as portas, outras viveram um momento difícil, se cansaram e resolveram encerrar as atividades”.

 

HORÁRIO DE NATAL E PAPAI NOEL

Enfeites nas vitrines, promoções, lojas em horário diferenciado. Todas essas cenas são comuns naquela que é considerada a principal época para o comércio: o Natal.

Em meio à recuperação da economia, garantir espaço na lembrança do consumidor frente à concorrência e, principalmente, do comércio online, tem se tornado a meta dos comerciantes para alavancar as vendas.

Para estimular o comércio varejista de Botucatu e garantir maior visibilidade das empresas neste período do ano, a União ACE CDL promove, durante todo o mês de dezembro, a campanha “Natal de União”.

O objetivo é oferecer uma gama de ações para divulgar as promoções das empresas associadas, além de aproximar o comércio local dos clientes.

Ao todo, 120 empresas entre lojas do comércio varejista, escritórios e outros estabelecimentos diversos aderiram à campanha. Entre as ações está programada, de 7 a 22 de dezembro, visita do Papai Noel às empresas participantes, além da distribuição de 40 mil balas nos principais corredores comerciais de Botucatu.

Para garantir o clima de que o Papai Noel chegou ao comércio, uma carreata, no dia 16 percorrerá pontos como Avenida Dom Lúcio, Rua Amando de Barros e Rua Major Matheus, entre outros pontos. A saída será às 10 horas, do Largo da Catedral.

Na ocasião, os comerciantes serão convidados a participar da ação que contará com nova distribuição de balas e a presença do “bom velhinho” nas lojas.

“A ideia da campanha é mostrar que, mesmo em momentos de crise econômica, é possível incentivar e integrar o comerciante ao espírito natalino”, explica Emílio Angella Neto, presidente da União ACE CDL de Botucatu.

“Os associados aderiram prontamente à campanha e, em contrapartida, a União ACE CDL preparou uma série de atividades para divulgar as lojas participantes. Isso é essencial para garantir um Natal com mais dinamismo aos comerciantes. É uma promoção de Natal que, pelo segundo ano seguido nestes moldes, tem garantido uma divulgação mais realista em momentos de crise econômica”, salienta Angella.

Junto à visita do Papai Noel, os associados que aderiram ao “Natal de União” terão ainda as lojas fotografadas e publicadas na edição de fevereiro da Revista Destaque, publicação da União ACE CDL voltada ao comércio e distribuída gratuitamente em toda Botucatu.

 

Comércio de Botucatu define calendário especial

Com objetivo de oferecer maior comodidade e opções de dias aos botucatuenses para as compras de final de ano, as três principais entidades representativas do comércio regional definiram o calendário especial de funcionamento das lojas para dezembro.

As datas e horários foram definidos de forma conjunta pelo Sindicato do Comércio Varejista de Botucatu e Região (Sincomércio) e Sindicato dos Empregados no Comércio de Botucatu (Sincomerciários), com o apoio da União ACE CDL.

O horário especial tem início no dia 7 (quinta-feira), com as lojas funcionando das 9 às 22 horas, mesmo período que ocorrerá nas seguintes datas: 8, 14, 15, 18, 19, 20, 21 e 22. Exceção feita aos dias 11, 12 e 13, onde as lojas estarão abertas das 9 às 20h30.

Em todos os sábados de dezembro (2, 9, 16 e 30), as lojas abrirão às 9 horas e encerrarão as atividades às 17 horas. Nos domingos que compreendem os dias 3, 10 e 31 de dezembro, o comércio estará fechado. Exceção aos dias 17 e 24, onde haverá horário especial: das 9 às 17 horas. Já no dia 26, as lojas abrirão das 12h30 às 18 horas.

Nos dias 1º e 2 de janeiro (segunda e terça-feira) de 2018, o comércio estará fechado, com exceção dos supermercados, que funcionam em sistema diferenciado de horário.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News com Rádio Municipalista)