Uma espuma branca apareceu, mais uma vez, cobrindo o Rio Lavapés, no centro de Botucatu. O problema foi notado na região do Mercadão Municipal, nesta quarta-feira (15).

Uma pessoa tirou fotos alegando que pudesse ser resultado da poluição de alguma empresa e encaminhou para a reportagem do Agência14News.

Na manhã desta quinta-feira (16), a reportagem esteve no local e não encontrou mais a espuma.

Por outro lado, a água estava um pouco escura e com lixo jogado por algumas pessoas.

A Cetesb também foi procurada e respondeu ao caso. “O que se apurou na ocasião foi que não teve empresa jogando produtos químicos no rio e sim eram as pessoas que lavavam o quintal ou a calçada com sabão e acabava indo parar no rio, formando a espuma”.

A Sabesp informou que vistoriou as margens do rio Lavapés nesta quinta-feira (16) e não identificou emissário rompido ou ligações de esgoto clandestina, na região central da cidade, próximo ao Mercado Municipal e a ponte do Senac.

“A companhia realiza monitoramento periódico do rio e a formação de espuma em alguns trechos do Lavapés  é decorrente de lançamentos de galerias de águas pluviais em alguns pontos onde moradores fazem lavagem de quintais com a utilização de produtos como detergentes. Fato constatado pela própria Cetesb. A Sabesp reforça que galerias de águas pluviais não são de sua responsabilidade. A empresa informa ainda que está executando reparo emergencial na rede de esgotos às margens do rio, próximo a ponte da Cohab, mas que a ocorrência não tem relação com a espuma citada. Os serviços iniciados hoje devem ser concluídos em até 48 horas”, destaca a Sabesp. 

(Do Agência14News).