Um jovem de 23 anos que se identificou como dono de um cão que morreu ao ser atropelado no começo da tarde desta terça-feira (20) negou que o cão ficasse abandonado nas ruas de Botucatu (SP).

Até então ele não tinha sido localizado pela reportagem do site Agência14News e agora dá sua versão, pois antes os moradores da rua disseram que o animal sempre ficava solto na via.

“Quero deixar bem claro que esse cachorro era muito bem cuidado por mim e minha família ele só estava na rua pq ele passava entre as grades do portão de minha casa já tentamos inúmeras vezes contê-lo sem sucesso…então antes de alguém fala alguma coisa sobre os donos procure saber direito uq aconteceu…”, escreveu o jovem na rede social.

O rapaz que afirmou ser dono do cachorro ainda argumentou não ter sido procurado pelo site para ser ouvido. A reportagem, agora, conseguido acesso à fala do proprietário traz à tona a sua versão.

A reportagem mostrou que os moradores do entorno de onde ocorreu o acidente disseram que ao ouvirem barulho saíram e viram o cão já agonizando e não encontraram o motorista que estaria envolvido no caso. O acidente ocorreu na Rua Rafael Sampaio, perto do Convento Servas do Senhor, no Bairro Boa Vista.

“Ele morreu nas minhas mãos. Com essa matéria esperamos que as pessoas coloquem a mão na consciência que o animal também é um ser vivo”, disse uma pessoa que tentou ajudar no socorro e ficou ao lado do cão até a chegada de uma equipe do canil que o levou. 

Reportagem anteriorCachorro morre após atropelamento e motorista não é localizado.

 

Curta o Facebook do Agência14News e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: www.facebook.com/agencia14news

(do Agência14News)