Botucatu sediou um trabalho de combate aéreo de incêndios com uso de uma aeronave agrícola quando houver fogo em áreas verdes que necessitem de uma ação rápida dos bombeiros.

A intenção é exterminar o fogo de forma ágil e assim otimizar o uso dos recursos humanos da corporação.

Segundo as informações, a Casa Civil do Estado firmou contrato com uma empresa que deverá manter uma aeronave à disposição de combate ao fogo. O avião terá que chegar ao local da ocorrência em até duas horas.

O trabalho é integrado entre Defesa Civil, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros, que alugou horas das aeronaves agrícolas que na entre safra são menos utilizadas, e assim sirvam para o combate aos incêndios florestais.

“O que nós fizemos foi capacitar os bombeiros. O que nós fizemos aqui foi mostrar quando usar a aeronave. Temos uma mão de obra escassa e por isso o uso da aeronave. O avião vem para ajudar”, disse o subcomandante dos Bombeiros de Bauru, major Renato Carbonari.

No treinamento os bombeiros entenderam quando há necessidade de acionar o auxílio aéreo que muitas vezes depende do vento e da área atingida. A aeronave geralmente acaba com as chamas principais e o pessoal que está em viaturas pelo chão consegue assim exterminar o restante mais rápido e segue para outra ocorrência.

Esse sistema aéreo já é disponibilizado no Estado desde 2012, mas era até então pouco utilizado. Em Botucatu, o serviço já está sendo colocado à disposição dos bombeiros.

Segundo o capitão Edson Winckler Filho, da subregional dos bombeiros de Botucatu, a medida será utilizada na cidade que tem feito um trabalho de conscientização e ao mesmo tempo de combate aos incêndios. “Esse sistema vai ajudar em muito o trabalho dos bombeiros da nossa região”, comentou.