Médicos veterinários residentes do Programa de Residência em Área Profissional da Saúde da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp estão colaborando com Instituto de Biotecnologia (Ibtec) da Unesp, câmpus de Botucatu, nas atividades de diagnóstico do Covid-19.

O Ibtec executa o teste RT-PCR, procedimento que utiliza técnicas de biologia molecular para detectar se o vírus SARS-CoV-2 está presente no corpo. É o exame considerado “padrão-ouro” para diagnóstico e é indicado para quem está com sintomas da Covid-19.

Sob a supervisão da equipe do Ibtec, um grupo de quatro residentes da FMVZ está trabalhando no Laboratório de Apoio ao Diagnóstico, coordenado pelo pesquisador João Pessoa Araújo Junior, professor do Instituto de Biociências da Unesp, no câmpus Botucatu e tendo o professor Deilson Elgui de Oliveira, da Faculdade de Medicina da Unesp, como responsável técnico.

Os residentes da FMVZ auxiliam em todo o processamento das amostras, desde o recebimento e verificação, passando pela extração de RNA feita num laboratório de biossegurança, a identificação do vírus e todo o processo de análise de resultados.

De acordo com o professor João Pessoa, além de auxiliar o Ibtec diante da grande demanda por testes durante a pandemia, a experiência é importante na formação dos residentes. “É uma aprendizado grande para eles, pois a experiência com critérios de diagnóstico, legislação, testes sorológicos e outros aspectos, ajudam a ampliar a visão profissional que eles já têm, além de ser uma forma importante de colaboração com a sociedade nesse momento”.

O professor Cassiano Victória, coordenador do Conselho de Residência da FMVZ, também ressaltou a importância da iniciativa. “Os médicos veterinários residentes mais uma vez demonstram a importância do Programa de Residência em Medicina Veterinária da FMVZ para a saúde pública, desta vez atuando diretamente no diagnóstico da Covid-19 junto ao Ibtec, sob a supervisão do professor João Pessoa. Esta é mais uma ação na linha de frente do combate à pandemia que nossos residentes desempenham com competência”.

Desde o início da pandemia, os residentes da FMVZ têm colaborado com a Vigilância Sanitária do município de Botucatu e com o Hospital das Clínicas, em diversas atividades de prevenção, combate e esclarecimento de dúvidas sobre o novo coronavírus.