Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e pessoas em pé

O prefeito Mário Pardini e o secretário da Saúde, André Spadaro estiverem em reunião com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, hoje em Brasília.

Em pauta esteve a proposta de realização de pesquisa clínica em parceria com Astrazeneca, Universidade de Oxford, Fiocruz, Fundação Gates, Unesp/HCFMB, Prefeitura de Botucatu e Embaixada do Reino Unido.


Pode ser uma imagem de 1 pessoa, em pé, sentada e área interna

Se a cidade for escolhida a tendência é que haja grande volume de vacinas sendo aplicada em toda a população, ou grande parte dela, protegendo todos da Covid. Esse tipo de aplicação é feita sempre que uma vacina está em uso inicial. Então se faz a aplicação em uma comunidade para saber como o vírus é combatido onde há a estratégia em massa.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, sentada, escritório e área interna

Segundo Pardini, a reunião foi produtiva e agora haverá “trabalho duro nas próximas semanas para finalização do Protocolo de Pesquisa e aprovação nas Comissões de Ética Local e Nacional”.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, pessoas em pé e área interna

“Em breve, nova agenda no Ministério deve definir próximos passos e cronograma de implantação do projeto de pesquisa, que tem como objetivo avaliar a efetividade no mundo da vacina Astrazeneca/Oxford, associada ao sequenciamento genético das diferentes cepas variantes em circulação em nossa cidade. Botucatu na vanguarda do enfrentamento da COVID-19 no mundo”, destacou.

Botucatu tem grande número de profissionais de saúde que não são da linha de frente, mas não conseguiram tomar ainda vacina.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, sentada e em pé