Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Geral

Sistema da polícia tem serviço para consultar bicicletas furtadas 

É importante guardar o número de identificação que fica na estrutura principal de sua bicicleta. Isso porque em caso de furto esse número pode ser passado à polícia.

Também é essencial que a pessoa que vai comprar uma bicicleta, usada, que faça a consulta se a bike não é ilícita.

Em alguns casos as pessoas ainda guardam a nota fiscal o que permite ceder esse número de registro à polícia.

Quem compra um modelo já usado também deve pedir um recibo com a identificação do vendedor e assim evitar responde por crime de receptação.

Para consultar basta clicar em http://www.ssp.sp.gov.br/consultabicicleta

“Quando se registra o BO importante passar o número de série da bicicleta e assim fica cadastrado esse número é possibilita sua localização e apreensão”, orienta o delegado Seccional de Botucatu (SP), Lourenço Talamonte Neto.


APP que ajuda a encontrar bikes

EBC | Aplicativo ajuda na recuperação e identificação de bicicletas roubadas
-Grupos de ciclistas criaram APP para identificar bikes no DF

Um aplicativo de celular tem ajudado ciclistas e autoridades policias na identificação e recuperação de bicicletas roubadas. O Bike Registrada foi criado por um grupo de ciclistas que viu a dificuldade de ter seu bem de volta, após um roubo.
 
Por meio da ferramenta é possível incluir dados do ciclista e da bicicleta, número de série no quadro, em um cadastro nacional, que permite ainda informar o roubo do veículo.


No Distrito Federal (DF), a Polícia Militar (PM) usa o aplicativo para checar a origem de bicicletas encontradas com suspeitos, bem como, identificar o verdadeiro proprietário.


Michello Bueno, capitão da Polícia Militar do DF, lembra que antes do aplicativo, quando a polícia suspeitava da procedência de uma bicicleta, era necessário levar o objeto e o suspeito a uma delegacia de polícia, para verificar se ela era roubada ou não, o que, segundo ele, levava muito tempo e burocracia. De acordo com o capitão, só este mês já foram recuperadas mais de 100 bicicletas.
 
Atualmente, a polícia consegue checar as informações tanto fazendo a leitura do selo de segurança – um adesivo com QR CODE pode ser lido no celular ou apenas colocando o número de série, uma espécie de chassi da bicicleta, que o usuário deve informar ao se cadastrar no aplicativo. Segundo o policial, no caso de o número do chassi da bicicleta estar raspado ou adulterado, a pessoa que está com a bicicleta é detida imediatamente e conduzida a uma delegacia para averiguação.
 
O aplicativo é gratuito e pode ser baixado em qualquer smartphone. Para baixar entre na página do Bike Registrada.


Notícias similares