Inscreva-se na nossa newsletter!

Trending News

Botucatu

Mulher que foi atacada no Jardim Paraíso teve ferimento grave na cabeça e perdeu uma visão 

Um homem de 24 anos foi preso nesta terça-feira (19) depois de tentar estuprar e quase matar uma mulher 55 anos, no Jardim Paraíso, em Botucatu (SP).

O 14News que vem acompanhando o caso desde a manhã traz agora mais detalhes do ocorrido.

A mulher fazia caminhada na região da ciclovia quando foi atacada. Pessoas que passavam no local perceberam quando ela estava pedindo socorro.

A PM chegou e localizou a mulher caída e com as calças e calcinha arriadas, apresentando ferimento profundo ocasionado por uma faca – na região da cabeça – e acima da sobrancelha esquerda.

A mulher conseguiu contar que o estupro não foi consumado. Ela pedia socorro falando que iria morrer.

A vítima foi socorrida por uma equipe do SAMU ao Hospital das Clínicas. Os médicos informaram à polícia que o estado dela era grave porque sangrou muito e que perdeu uma visão. Ela ainda passou por transfusão de sangue e cirurgia.

Em depoimento, uma testemunha contou ter visto o homem em atitude suspeita em um banco junto à ciclovia. Para chegar ao autor do crime, a PM obteve imagens de câmeras de segurança que mostram o agressor.

Durante as buscas da PM e Guarda Municipal, o suspeito foi localizado tentando fugir para uma construção. Ele ainda tentou ir para cima dos agentes.

Na sua casa, no Jardim Monte Mor, foi encontrada a roupa que o mesmo usava durante o crime, algumas peças estavam com manchas de sangue. O agressor disse que estava arrependido e não sabia o motivo de ter cometido o ato.

-Roupa usada no crime foi apreendida pelos policiais e guardas civis

Um guarda municipal foi ao PS para o reconhecimento por foto e bastante debilitada a mulher disse que ele era aquele mesmo o “monstro” que fez isso com ela. A perícia também foi acionada para fazer todos os registros do material encontrado e do local onde havia sangue. Imagens de câmeras de segurança também foram apreendidas.

O caso foi registrado como estupro, tentativa de homicídio e resistência. O suspeito tinha saído há quatro meses do sistema penitenciário e tem passagem por estupro cometido em São Paulo.



Notícias similares