O secretário municipal do Verde de Botucatu, Fillipe Martins, foi o entrevistado desta terça-feira (14) do Estação Notícia, programa jornalístico produzido pelo #14News e transmitido durante as tardes, a partir das 16h20.

Durante o bate-papo, diversos assuntos foram tratados sobre o meio ambiente e ações propostas pela pasta para a cidade.


O atropelamento de animais silvestres na Rodovia Gastão Dal Farra esteve em pauta. Aos jornalistas Cleber Novelli e Cristiano Alves, o secretário afirmou ter acabado de assinar um documento técnico que possibilita, por parte da concessionária responsável pela administração desse trecho, um estudo do local e adequação da passagem de fauna.

Outras medidas, ainda de acordo com Martins, são necessárias. “Essa passagem seria construída na parte mais baixa da rodovia, antes de chegar na antiga Cesp. Vamos atacar o problema, fazer as lombadas, entender como construir essa passagem, por túnel ou por cima da estrada. E não é só isso, tem que fazer também a condução dos animais até esse local, ou seja, cercamento da estrada inteira. Para isso, tem um custo. Quem faz? Proprietário? Nós? Temos dinheiro para isso? São questões a serem resolvidas”, afirmou.

O investimento para resolver a demanda e evitar os acidentes é alto. “Não é barato e não é da noite para o dia. O alambrado é um trabalho que nós, da Prefeitura, junto da Rodovias do Tietê, temos que fazer com os proprietários. Temos estrada cortando as áreas e entrada para as propriedades. Prazo? Queremos o mais rápido possível, e isso só será feito através de parcerias”, comentou o secretário.

Segundo o responsável pela Secretaria do Verde, as conversas estão avançadas. “Existe uma mobilização nossa, da Prefeitura, com a Unesp, concessionária e Artesp. O projeto foi apresentado para a Agência Reguladora, e depende dela a aprovação”, explicou.

TRÂMITE – O trecho da Rodovia Gastão Dal Farra onde foram registrados os atropelamentos de animais silvestres é de concessão da Rodovias do Tietê. Para que a Prefeitura possa fazer investimentos em obras de melhorias no local, é preciso haver uma autorização por parte da concessionária. Da mesma forma, para a Rodovias do Tietê realizar mudanças estruturais, nesse caso, instalar lombadas e construir uma passagem de fauna, é obrigatório passar por aprovação da Artesp – Agência Reguladora do Transporte do Estado de São Paulo.

“A Artesp pediu para a Rodovias do Tietê revisar alguns itens desse projeto, e isso deve ter sido feito de ontem para hoje. A Artesp irá avaliar. Nós temos que respeitar os prazos das instituições. O possível está sendo feito”, completou o secretário.

Confira abaixo, no link, a entrevista completa com o secretário municipal do Verde, Fillipe Martins!