Na tarde desta quarta-feira (26), a reportagem do 14News recebeu um vídeo de uma viatura do SAMU aguardando liberação de leito para internar uma mulher de 58 anos que estava com bastante dificuldade para respirar, em um caso positivo de covid-19.

A viatura chegou no hospital às 11h43 e o SAMU ficou em frente ao PS do HC está às 15h27, ou seja, 3 horas e 44 minutos depois.

Em reportagens anteriores, o HC explicou que muitas vezes há preparação de leitos – até serem liberados – e em seguida receber novo pacientes.

Por outro lado, o SAMU faz o atendimento na casa da pessoa – que está com quadro piorando – e leva até um hospital, aguardando a internação. Nesse meio tempo proporciona o oxigênio aos pacientes. Essa frequência de transporte e espera por leitos tem ocorrido pelo menos uma vez por semana, segundo apurou o 14News.

Todo esse cenário traz uma realidade de alta no número de internações que voltou a crescer em Botucatu. O HC está com a ocupação de leitos acima de 100%. O número de pacientes internados, só de Botucatu, nas unidades hospitalares chegou a 97 pessoas na terça-feira (25), incluindo o HC, AME, PS Adulto, Sorocabano e Unimed.

No Estado, para se ter um comparativo, a porcentagem de leitos de UTI ocupados é de 80%, número esse que tem aumentado.

Mesmo recebendo esse relato de funcionários da saúde, o 14News pediu uma manifestação da direção do SAMU sobre a frequência de atendimentos e o esforço atual das equipes.


Boletim Covid em Botucatu: